É uma história digna de anedota. O departamento financeiro da Lazio, o clube italiano, confundiu os nomes de Sporting e Sp. Braga e declarou, no último Relatório e Contas, duas transferências no valor de 11 milhões de euros pela contratação de Pedro Neto feitas aos leões — e não aos minhotos, onde o avançado que se estreou em novembro pela Seleção Nacional realizou toda a formação e o único clube que representou a nível profissional em Portugal.

A história é revelada esta quinta-feira pelo The Guardian, que explica que as contas da Lazio, disponíveis online, incluem dois pagamentos à ordem do “Sporting Lisbona”: 8,5 milhões de euros em julho de 2018 e 2,5 milhões em março de 2019. As duas transferências, no valor total de 11 milhões, correspondiam à cláusula de compra obrigatória que estava prevista no acordo de empréstimo de Pedro Neto, do Sp. Braga à Lazio, fechado em 2017. Dois anos depois, a Lazio adquiriu então os direitos desportivos do avançado — assim como de Bruno Jordão, que estava nas mesmas condições. Cerca de três meses depois, foram ambos vendidos ao Wolverhampton, onde Neto ainda está e de onde Jordão saiu em setembro, estando agora cedido ao Famalicão.

Puxe da calculadora e perceba como o Sp. Braga pode ganhar 25,5 milhões com dois miúdos

“Gostaria de clarificar que a Lazio comprou os dois jogadores, Pedro Neto e Bruno Jordão, ao Sporting Clube de Braga e não ao Sporting Clube de Portugal. Infelizmente, tratou-se de um erro do nosso departamento financeiro, que foi confundido pelos nomes similares dos dois clubes. Como é sabido, o Sporting nunca teve estes jogadores registados. Vamos corrigir os nossos balanços e especificar nas notas relacionadas com os dois casos”, explicou Armando Calveri, secretário-geral da Lazio, ao The Guardian. Também ao jornal inglês, uma fonte ligada ao Sporting garantiu que o clube nunca recebeu qualquer quantia e que o caso era um “erro óbvio da Lazio”. “A equipa legal do Sporting Clube de Portugal já entrou em contacto com a Lazio para corrigir este erro”, acrescentou. Ou seja, o erro foi simplesmente na formulação do Relatório e Contas — os 11 milhões de euros, esses, nunca entraram nas contas leoninas.

O erro do departamento financeiro da Lazio torna-se ainda mais inexplicável quando se entende que existiam outras referências ao Sp. Braga no mesmo Relatório e Contas — ou seja, que o nome do clube já tinha sido tratado, interpretado e listado. Dez entradas acima dos dois pagamentos alegadamente feitos ao Sporting, surgia a contratação de Wallace, central brasileiro que se transferiu dos minhotos para a Lazio em 2016.