Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A startup portuguesa Reatia vai expander para Espanha. A plataforma de inteligência artificial agregadora de imóveis conta com mais de oito mil utilizadores em Portugal e quer chegar aos 10 mil utilizadores espanhóis até ao final do ano.

“É um mercado muito próximo do nosso, culturalmente, e por isso tornou-se um passo natural no nosso processo de expansão”, explica Hugo Venâncio, CEO da Reatia, em comunicado. “Espanha tem um mercado quatro vezes maior do que o português e por isso representa uma grande oportunidade para escalar o negócio, sem as barreiras que uma adaptação cultural significariam”, reforça.

Com a plataforma desenvolvida pela Reatia, os agentes imobiliários podem ter acesso a métricas e informação fidedigna sobre o mercado imobiliário, que são atualizadas diariamente. Isto permite identificar imóveis duplicados com mais eficácia e rapidez,promete a startup. Entre os utilizadores da plataforma, encontram-se marcas como a Remax Portugal ou empresas familiares.

A startup sediada em Leiria quer ser líder ibérica no setor e liderar o número de subscritores até ao final de 2021. Em outubro de 2020, fechou uma ronda de investimento de um milhão de euros e, apesar de ter começado a trabalhar junto de marcas e agências imobiliárias, agora também disponibiliza a sua tecnologia e serviços a fundos de investimento imobiliário, a empresas de gestão de ativos imobiliários e à banca.

“Temos um conhecimento único do mercado e sabemos tratar os dados com inteligência artificial, daí o grande crescimento que tivemos desde o nosso lançamento”, explica Hugo Venâncio.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR