Abril foi o mês em que a música portuguesa desconfinou de vez. Ao longo das últimas semanas, o mercado discográfico nacional animou-se com o regresso dos concertos no horizonte — e esta playlist, que inclui uma canção de cada um dos álbuns que nos ficaram no ouvido, atesta bem isso.

Como habitual, o best-of do Observador conta este mês com música de vários géneros estilísticos. No fado, por exemplo, o destaque vai para Aurora, álbum novo de Gisela João, e também para E Ainda…, disco póstumo de Carlos do Carmo. Já na sonoridade mais rock e folk-rock ficaram-nos nos ouvidos discos como New Long Leg, dos emergentes britânicos Dry Cleaning e Sweep It Into Space, dos mais experientes norte-americanos Dinosaur Jr.

As batidas de dança também têm um peso significativo na playlist, com discos destacados como Requiem For Empathy, de Moullinex, Architecture III, de Dâm-Funk e Rare, Forever, de Leon Vynehall, enquanto os ritmos hip-hop ouvem-se nos discos novos de Conway the Machine (La Maquina), Brockhampton (Roadrunner: New Light, New Machine) e da dupla portuguesa João Tamura & Beiro (Ossos de Prata), entre outros.

No jazz o destaque vai para o álbum novo do pianista Vijay Iyer, Uneasy, gravado com o seu novo trio — integram-no a contrabaixista Linda May Han Oh e o baterista Tyshawn Sorey —, e para Stillness in Time, novo disco do saxofonista português Desidério Lázaro acompanhado pelo pianista Daniel Bernardes.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Na música instrumental destacam-se ainda álbuns nacionais como Cura, de Samuel Martins Coelho, e Sete Fontes, do projeto musical Homem em Catarse (Afonso Dorido). Mas é nas canções com voz, na pop e na pop alternativa, que o mercado discográfico português mais animou, com António Zambujo (Voz e Violão), Bruno Pernadas (Private Reasons), Minta & The Brook Trout (Demolition Derby), David Bruno & Mike El Nite (Palavras Cruzadas), PZ (Selfie-Destruction) e Maria Reis (A Flor da Urtiga) a convencerem com coleções de canções que se juntam aos discos de fado já mencionados, às toadas dançantes do brasileiro João Selva (Navegar) e à nova “prog folk-rock” do norte-americano Ryley Walker (Course in Fable). Viaje connosco pelas sonoridades de alguns dos melhores discos de abril.