377kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

Covid-19. Menos de 250 internados mas R(t) voltou a subir

Este artigo tem mais de 6 meses

Desde março de 2020, no início da pandemia, que Portugal não tinha menos de 250 doentes internados nos hospitais. Por outro lado, esta quarta-feira o indicador R(t) subiu pela primeira vez este mês.

Portugal Impacted By Coronavirus
i

Corbis via Getty Images

Corbis via Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Desde março de 2020, no início da pandemia, que Portugal não tinha menos de 250 doentes internados com Covid-19 nos hospitais – esta quarta-feira tinha 248, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS). Por outro lado, uma notícia menos positiva: o indicador de transmissibilidade R(t) subiu pela primeira vez este mês, de acordo com o mesmo relatório.

Nestas 24h, foram registados mais 485 casos de Covid-19 em Portugal, com quatro óbitos atribuídos à infeção pelo novo coronavírus no mesmo período.

Na véspera tinha havido 268 casos e um óbito.

Esta é a informação em destaque no boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS) que, por ser quarta-feira, contém uma atualização do valor do índice de transmissibilidade conhecido por R(t). Esse valor passou para os 0,93 a nível nacional (e 0,92 no continente).

Na leitura anterior, publicada na segunda-feira passada, esse indicador tinha sido estimado em 0,92 a nível nacional (e 0,91 no continente). Esta é a primeira vez desde dia 28 de abril que o R(t) sobe.

O relatório da DGS aponta para uma subida de uma centésima no indicador de transmissibilidade, o R(t), para 0,93, mas a incidência moveu-se em sentido contrário.

De acordo com os dados atualizados esta quarta-feira, a incidência a nível nacional baixou para 51 casos por 100 mil habitantes e no continente reduziu-se para 48,7 casos por 100 mil habitantes.

A leitura anterior, divulgada na segunda-feira, apontava para uma incidência de 53,8 a nível nacional e 51,4 no continente.

Menos de 250 internados desde março… de 2020

Por outro lado, havia à meia-noite 248 doentes com Covid-19 internados nos hospitais portugueses, com uma diminuição de nove nessa contagem relativa às últimas 24h.

É a primeira vez desde 26 de março de 2020, no início da pandemia, que Portugal tem menos de 250 doentes internados.

Destes, 71 estão em unidades de cuidados intensivos, o mesmo número da véspera.

Por outro lado, 315 doentes foram dados como recuperados nestas 24h.

Assim, aumentou em 166 o número de casos ativos, para 21.874.

Dois dos quatro óbitos, que nestas últimas 24h as autoridades de saúde atribuíram à Covid-19, ocorreram na região do Algarve.

Os outros dois dizem respeito a uma pessoa no norte e outra em Lisboa e Vale do Tejo. Essas foram as duas regiões com mais novos casos, dois números semelhantes: 167 em Lisboa e Vale do Tejo e 169 no norte.

A estes, juntam-se 41 casos no centro, 24 no Alentejo, e 19 tanto na Madeira como nos Açores.

Os óbitos dizem respeito a um pessoa na faixa etária dos 60 anos, outra com entre 70 e 79 e, finalmente, duas com mais de 80 anos.

A página está a demorar muito tempo.