Nas vésperas do seu 60º aniversário, o Ford Escort que em tempos pertenceu a Lady Di foi a leilão e o martelo fechou a licitação máxima em 47.000 libras, aproximadamente 54.760€. De acordo com a BBC, após as taxas, o montante final foi de 52.640 libras, ou seja, 61.325€.

O valor pago pelo antigo carro da “princesa do povo” foi, grosso modo, 10 vezes mais elevado do que o seu valor de mercado, caso não tivesse pertencido à família real britânica. Isto reflecte uma valorização interessante, mas inferior à que alguns carros antigos atingiram, provenientes de estrelas de Hollywood ou ex-desportistas.

O Escort em causa é um 1.6 Ghia de 1981, com a matrícula WEV 297W, que foi adquirido pelo príncipe Carlos e oferecido à sua futura mulher como prenda de noivado. Apesar de o Ford ser melhor do que o Austin Metro que Diana conduzia antes de assumir o compromisso com Carlos, o presente que lhe foi oferecido foi o primeiro dos Escort com tracção à frente e esteve longe de ser considerado um bom automóvel.

O Ford foi oferecido a Diana em Maio de 1981, dois meses antes do casamento e seria utilizado pela princesa até Agosto de 1982. Entretanto, foi adquirido por uma coleccionadora, que o guardou na esperança que viesse a valer uma fortuna, razão pela qual o carro ainda exibe o interior original e um conta-quilómetros que regista 83.000 milhas, cerca de 133.500 km.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O automóvel mantém ainda o sapo sobre o capot, oferecido por Sarah Spencer, irmã de Diana, relativo à lenda do sapo que se transforma em príncipe após ser beijado. Depois do Escort, a experiência automobilística da princesa melhorou, tendo passado a utilizar modelos como o Jaguar XJ-SC e, posteriormente, um Mercedes 500 SL, que pode ser visto no museu da marca.