A Casafari, uma startup fundada em Portugal em 2018 por Nils Henning e Mila Suhareva, um casal de alemães que trocou Espanha por Lisboa, fechou um contrato de 120 milhões de dólares (cerca de 101 milhões de euros). Objetivo? “Criar uma carteira de imóveis residenciais e comerciais direcionada para investidores institucionais europeus”. A plataforma de dados imobiliários anunciou ainda que fechou “paralelamente” uma ronda de financiamento Série A de 15 milhões de dólares (12,6 milhões de euros, arredondadamente), liderada Prudence Holdings, uma sociedade de capital de risco norte-americana.

O casal de alemães que trocou Espanha por Lisboa com um negócio de milhões

Em comunicado, a Casafari, que tem operações em Portugal, Espanha, França e Itália, diz que, desde 2018, a empresa “cresceu exponencialmente e conta com 1.500 clientes, mais de 15 mil profissionais, e é apoiada por 90 colaboradores de 24 nacionalidades”. O montante de 15 milhões de dólares, além da Prudence Holding, “contou ainda com financiamentos da Armilar Venture Partners (sociedade de capital de risco portuguesa que apoiou os unicórnios Outsystems e Feedzai), a HJM Holdings, a 1Sharpe (fundadores da Roofstock) e a FJ Labs (Fabrice Grinda, fundador do Grupo OLX), bem como o investidor atual Lakestar“, refere a Casafari.

Startup Casafari angaria 5 milhões de euros para expandir na Europa

Quanto a este investimento, Gavin Mayers, cofundador da Prudence Holdings, diz que “a Casafari assumiu o protagonismo de agregar, verificar e distribuir estes dados aos mais importantes players do mercado, oferecendo uma única fonte de informação verdadeira de dados de imóveis e transações”. Adicionalmente, Mayers refere: “Através da sua tecnologia e serviços inovadores, que recorre a Inteligência Artificial e machine learning, a Casafari vai transformar imóveis unifamiliares como uma classe de ativos para investidores institucionais”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O sucesso que alcançamos e o feedback dos nossos clientes deixa-nos seguros para dar o próximo passo na nossa expansão para a Alemanha, Áustria, Suíça e Reino Unido, estabelecendo nos como a principal rede pan-europeia de transações imobiliárias”, diz Mila Suharev, copresidente-executiva da Casafari.

Preço de venda de imóveis para habitação aumentou 17,4% no primeiro trimestre

Por detrás do sucesso da Casafari está uma tecnologia que utiliza machine learning e inteligência artificial “para, de forma automática, indexar, limpar, classificar e combinar milhões de listagens de propriedades duplicadas em milhares de websites em diferentes línguas”. Desde que foi lançada a partir do LxFactory, em 2018, este software permitiu que a Casafari cativasse como clientes algumas das principais empresas do negócio da venda de imóveis, como: a Sotheby’s International Realty, Coldwell Banker, franchises da RE/MAX, Savills, Fine & Country, Engel&Voelkers, Keller Williams, e investidores e promotores como Stoneweg, Kronos, Vanguard Properties e Vik Properties.