A Covid-19 obrigou os hackers a adaptarem-se a novas formas de praticar crime informático: os especialistas da Kapersky, uma empresa de softwares, analisaram páginas de phishing —  emails ou sites em que os hackers fingem ser uma outra pessoa ou empresa para enganar as vítimas e obter, por essa via, dados pessoais e dinheiro —, que estavam relacionados com o evento do momento: os Jogos Olímpicos de Tóquio. E encontraram ofertas para a transmissão das Olimpíadas, vendas de bilhetes (apesar de o evento não ser aberto ao público) e ainda a suposta primeira moeda virtual dos Jogos Olímpicos: era tudo falso.

Tóquio2020. Filipa Martins falha finais na ginástica artística

Os criminosos aproveitam desde sempre acontecimentos populares para conseguir extrair dinheiro das pessoas, mas o processo pode exigir também alguma originalidade. A moeda virtual, por exemplo, que os sites de phishing alegadamente vendiam, numa tentativa de apelar ao lado filantrópico das pessoas — para ajudar os atletas da competição — não existe: “os cibercriminosos não apenas falsificam as iscas existentes, mas também desenvolveram as suas próprias ideias”, explica Olga Svistiunova, especialista em segurança da Kaspersky, ao jornal espanhol ABC.

Eis a primeira tática: os investigadores encontraram vários sites que ofereciam a transmissão dos Jogos Olímpicos. Muitos deles solicitavam, para isso, que o utilizador inserisse os deus dados pessoais — que ficam na posse de quem quer que esteja do outro lado do computador. Deste modo, o dispositivo do usuário pode ainda ficar com algum tipo de vírus.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio não estão abertos ao público — uma medida decretada pelo governo do país devido à pandemia de Covid-19. Mas, numa segunda abordagem, os especialistas descobriram ainda páginas que ofereciam a venda de bilhetes para o evento. Os investigadores da Kaspersky encontraram também um site que se fazia passar pela página oficial das Olimpíadas e um outro que indicava ser o site original do Comité Olímpico Internacional — que coletava dados pessoais do MS Services dos utilizadores.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Outra abordagem foi a de dar presentes: foram descobertos sites de phishing que ofereciam uma televisão ao assistir os Jogos Olímpicos. O escolhido, que por norma são todos os utilizadores, apenas teria de pagar os portes de envio.

Tóquio2020. Equipa portuguesa e Rodrigo Torres apurados para as finais de Ensino