Exposição “Temple of Light”

Rua Fernando Palha 56, Lisboa. Terça a sábado 14h às 19h. Entrada livre.

Para atender à última chamada: termina já este sábado, 31 de julho, a exposição individual de Akacorleone — nome pelo qual se dá o artista Pedro Campiche — na Galeria Underdogs, em Marvila. “Temple Of Light” junta os conceitos e ideais de uma nova filosofia ao trabalho, nascida em plena pandemia, com vitral do artista multidisciplinar, criando uma exposição imersiva. Esta é também uma exposição que une várias mentes e interpretações criativas, que vão desde o livro impresso em risografia que acompanha a mostra, à banda sonora construída pelo coletivo Monster Jinx. Há ainda para ver peças em LED para simular sinais Néon, trabalhos em vinil e acrílico e ainda vídeo. Uma prova de que a arte de Akacorleone não é estanque nem limitada aos murais da cidade.

O artista começou durante a pandemia a trabalhar novos materiais que apresenta agora na exposição ©DR

Oven

Rua dos Fanqueiros, 232, Lisboa. 926 023 243. Terça a quinta  e domingo 12h às 15h/18h às 23h, sexta e sábado 12h às 15h/ 18h às 24h.

Para levar o paladar até à Índia: os fãs de comida indiana e nepalesa podem celebrar a chegada de mais um restaurante desta categoria à cidade. Chama-se Oven e abriu na Baixa de Lisboa e o nome leva-nos de imediato para a peça central do espaço: o forno, ou melhor, o tandoor, feito em cobre e barro como manda a tradição indiana de há mais de cinco mil anos e que atinge temperaturas entre os 300 e os 400 graus. O nepalês Hari Chapagain é o chef ao comando das operações muito direcionadas para a base da comida tradicional indiana, com uma fusão de especiarias de ambos os países. É inevitável começar a refeição com o pão naan, passando pelo chicken tikka, o lamb chop ou o típico tandoori chicken. O chef destaca ainda um prato do seu país, o momo (conhecidos como dumplings), e também o goat curry ou o sekuwa, que são carnes marinadas e cozinhadas no forno. Para acompanhar a refeição, bebidas como a lassi (à base de iogurte), a nimbu paani, (limonada indiana) e a cerveja indiana, juntam-se aos vinhos portugueses.

O tandoor é o ex-libris da casa que permite cozinhar vários pratos da ementa como manda a tradição indiana ©DR

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Monstra

Vários locais de Lisboa. Até 1 de Agosto. 3 euros – 4,50 euros.

Para voltar ao cinema: a Monstra – Festival de Animação de Lisboa  já é um habitué na cidade e até domingo, 1 de agosto, há filmes para ver em catadupa numa edição que homenageia a Bélgica, entre curtas e longas metragens incluídas nas seis competições distintas, cheias de filmes, de arte e de animação, realizadas por pessoas de mais de uma centena de países. Isto para não falar na Monstrinha, com filmes para os mais novos. Na sexta, a Cinemateca recebe o clássico “Quando o Vento Sopra”, de 1986 (18h), e mais tarde, o Cinema São Jorge será cenário para as várias curtas do ClipAnim (20h).  No sábado, 31, pode ser vista a longa-metragem de Raoul Servais, “Taxandria”, às 20h na Cinemateca. As manhãs e tardes de sábado e domingo, são dedicadas às curtas para pais e filhos no Auditório Carlos Paredes, no Museu de Etnologia, na Cinemateca Júnior e no Centro Cultural de Carnide — as sessões acontecem às 10h30, 15h e 16h.  A programação completa pode ser consultada aqui.

“Quando o Vento Sopra” é um dos filmes que está no calendário desta edição da Monstra ©DR

“Tomate o dia todo” no Isco

Rua José d’Esaguy, 10D. Sexta a sábado 09h às 22h.

Para provar o que é da época: a ode ao tomate faz-se no Isco ou não estivéssemos nós no tempo desta fruta. “Tomate o dia todo” é o nome da iniciativa desta padaria de Alvalade que até sábado, 31, terá pratos “e outras coisas” tudo à base de tomates do Hortelão do Oeste, desde pão com tomate, gaspacho ou pizzas com a ajuda do napolitano Alfonso Fou Cantarelli. Será um menu vermelho sangue com cocktails de Cheila Tavares. As refeições podem ser apreciadas dentro do espaço ou na pequena esplanada virada para a rua que permite outras liberdade em tempos de restrições.

A padaria vai fazer uso dos tomates do Hortelão do Oeste para preparar uma ementa especial ©ISCO/Instagram

Brunch, lanche e cocktail nos palácios e monumentos de Sintra

Vários locais de Sintra. Reservas: eventos@parquesdesintra.pt.

Para ser cultural e comensal: a Parques de Sintra, que detém os parques e monumentos de Sintra, quis complementar a oferta cultural de visitas aos seus espaços com momentos de fruição à mesa, oferecendo assim serviços de brunch, lanche e cocktails no Palácio Nacional da Pena, Palácio Nacional de Queluz e no Parque e Palácio de Monserrate. O brunch inclui scones, croissants, pães, carnes frias e queijos, granola, bolo caseiro, fruta, queijadas de Sintra e sumos naturais e café, fica por 32 euros para duas pessoas, ou 50 no caso de famílias (dois adultos e duas crianças 6-12 anos).  Os lanches incluem menos opções que o brunch, mas contemplam também scones, pães e conduto, croquetes e pastéis de bacalhau, bolo caseiro ou queijadas e fruta, sendo o valor desde de 26 euros para duas pessoas e 38 euros para famílias. O cocktail é mais refinado e inclui queijadas de Sintra, vinho branco, água e sumo de laranja — fica a 20 euros para dois e 26 se for pack familiar. Para além do serviço normal de cafetaria, estes menus estão disponíveis em qualquer dia, mediante marcação prévia com 72 horas de antecedência (eventos@parquesdesintra.pt).

O Palácio da Pena é um dos locais onde é possível reservar uma destas refeições

Scoop ‘n Dough

Rua das Portas de Santo Antão, 78, Lisboa. Quarta a domingo 11h às 19h.

Para comer num sítio premiado: não é novidade — pelo menos para alguns — que algures na rua das Portas de Santo Antão há um tesourinho para gulosos, melhor ainda se tivermos em conta que tudo o que sai do número 78 é vegan. Na competição mundial “Best Of Best 2021” do TripAdvisor, a Scoop ‘n Dough foi distinguido com o 4º lugar a nível mundial na subcategoria “Best Vegan Spots”. Os gelados e doughnuts artesanais compõem a coroa da casa, sejam eles de framboesa e baunilha, chocolate e avelã ou até mesmo o simples. Quase todos os ingredientes são feitos de feitos de raiz na cozinha para evitar contaminação e garantir que a insígnia “vegan” não sai manchada.

A casa na Baixa é conhecida pelos seus doughnuts vegan ©DR

Programa “Winefulness” do TheVintageHouse

Rua António Manuel Saraiva, Douro. Reservas: reservations@vintagehousehotel.com/ 220 133 185. Programa disponível até 31 de outubro.

Para limpar a cabeça: o The Vintage House, o hotel de luxo no pulmão do Douro Vinhateiro, lançou um novo programa de fim de semana que junta mindfulness ao universo vínico. O programa de duas noites, disponível entre sexta e domingo, além de uma vista desafogada e panorâmico sobre o rio e as suas margens desenhadas pelas vinhas em socalcos, dá a provar o melhor que a região tem para oferecer. O “Winefulness” começa com uma visita e prova de vinhos na Quinta da Roêda, berço dos vinhos do Porto Croft, marca fundada em 1588— quem quiser prolongar a experiência pode optar por um piquenique nas vinhas ou no terraço, disponível por 30 euros (cesto clássico) ou 48 euros (cesto premium). De regresso ao hotel, há um aperitivo à espera dos participantes ou uma prova wine flights, com três vinhos em três opções distintas – vinhos brancos, vinhos tintos e vinhos do Porto a partir de 30 euros cada por pessoa. Na vertente mindfulness, a ordem é para inspirar e expirar. Aos sábados de manhã, haverá uma aula de yoga focada no relaxamento e, depois, o programa inclui um almoço saudável no terraço. É ainda possível reservar um passeio de barco pelo Douro. As reservas são obrigatórias através do site ou email (reservations@vintagehousehotel.com) ou telefone (+351 220 133 185).

Os programas e os serviços adicionais devem ser reservados com antecedência ©DR

Nova esplanada Vícios de Mesa

Segunda a Sexta-feira 12h às 22h30, sábado 12h às 16h. Reservas: viciosdemesa@maushabitos.com/937202918

Para arejar as ideias: o Vícios de Mesa, restaurante do Maus Hábitos, no Porto, tem agora uma nova sala de jantar na segunda esplanada do espaço, permitindo assim ter mais lugares ao ar livre e receber mais pessoas durante os horários de fim de semana, sobretudo. As pizzas em forno de lenha continuam a ser a serventia da casa, com uma variedade jeitosa neste campo e com várias opções vegan e vegetarianas. As massas e lasanhas complementam a oferta, assim como o falafel e os hambúrgueres de bulgur e cogumelos. Para quem não conseguir lugar na esplanada, o Maus Hábitos terá disponíveis autotestes que poderão ser adquiridos e utilizados no local.

A esplanada aumentou e permite ter agora novo espaço para servir refeições ©Maus Hábitos

Honorato na Foz

Praia do Molhe – Modulo 28, Foz do Douro, Porto. Segunda a domingo 12h às 22h30. honorato@honorato.pt

Para estar a par das novidades: depois dos Clérigos, o Honorato desceu à Foz e abriu o segundo espaço da marca no Porto, num pop up que se deverá prolongar até outubro, pelo menos. Além dos habituais hambúrgueres, há para provar dois novos aos estilos mexicano e italiano que já estão também incluídos nas cartas dos restantes espaços Honorato. Com guacamole, tomate, jalapeño, cheddar, bacon, pico de gallo e maionese de chipotle, o Hot Mex! (11,50 euros) é para quem gosta de comida picante, já o Il Goloso (11,50 euros) é composto por rúcula, tomate seco, cebola caramelizada com cogumelos, cheddar e maionese de manjericão. O espaço tem 60 mesas e uma ampla esplanada para aproveitar os dias mais quentes, até porque fica mesmo junto à praia com vista privilegiada para o mar.

O menu tem todos os hambúrgueres habituais da casa e tem dois novos membros de inspiração italiana e mexicana ©DR

Peça “Acts of Cod”

Rua de Sá da Bandeira, 108, Porto. Sexta 21h, sábado 18h e 21h e domingo 16h30. 10 euros.

Para ver o bacalhau no centro das atenções: a Esquiva – Companhia de Dança vai levar ao Teatro Sá da Bandeira até domingo, dia 1, a peça “Acts of Cod”. Como o nome não deixa enganar, o espetáculo, que cruza teatro, dança, mimo, marionetas, vídeo e música, foca-se na história do bacalhau desde a perspetiva do pescador e da sociedade até à visão do próprio peixe. “‘Acts of Cod’ é um desafio à reflexão sobre o paralelismo da nossa história com a do bacalhau, à necessidade de preservarmos ecossistemas e de respeitarmos espécies, sem a saga desenfreada do consumo massificado”, destaca Tommy Luther, diretor artístico e encenador. É uma viagem que leva o público a perceber a importância que a pesca do bacalhau tem na atividade económica e na tradição alimentar portuguesa.

A peça é dirigida sobretudo para as famílias, focada na história do bacalhau ©DR

Pink Palace do WOW

Rua do Choupelo 39, Vila Nova de Gaia. Segunda a sexta 12h às 24h, sábado e domingo 10h às 24h.

Para ver o mundo a cor de rosa: o quarteirão cultural World of Wine, em Gaia, é um verdadeiro poço de espaços museológicos e acabou de inaugurar o seu sétimo museu, o Pink Palace, que conta a história do vinho rosé realçando o lado mais improvável e divertido deste vinho. Este é um espaço mais instagramável que qualquer outro, mais excêntrico e ousado nos cenários que o compõem, sendo que ao longo da visita são dados a provar cinco vinhos rosé distintos. Ao longo de onze salas os visitantes são levados a conhecer a história destes vinhos feitos a partir de uvas cultivadas em diferentes regiões e climas em todo o mundo, passando assim por Portugal ou até a Provença.

O novo museu tem onze salas, todas elas mais extravagantes que os restauntes espaços do WOW ©DR

Novos menus de harmonização da Nortada

Rua de Sá da Bandeira, 210, Porto.Terça a domingo 15h às 22h30. Reservas: 22 018 1000.

Para testar a Covid e os menus: a Fábrica Nortada tem novidades para os amantes da boa cerveja artesanal, e além das cervejas à pressão já disponíveis surge agora com uma nova carta à qual se junta uma experiência de harmonização entre paladares e cerveja, combinações concebidas pelo sommelier cervejeiro da Nortada. Estão disponíveis duas harmonizações: a Hoppy&Stout (10 euros) que começa com um experiência surpresa a que se segue uma francesinha acompanhada de Hoppy Rider e termina com uma Imperial Mousse emparelhada com Imperial Stout, e a Dark&Weiss (9 euros) que tem uma entrada com experiência surpresa, um hamburger serrano acompanhado por uma Dark Lager e para terminar um beernoffi com uma Weiss. ​Para os clientes que não forem portadores de certificado digital ou de teste negativo podem fazer o teste antigénio gratuito à entrada e terão ainda uma Lager de oferta, para entreter enquanto se aguarda pelo resultado.

Brunch no Dolce By Wyndham Camporeal

Rua do Campo, Turcifal, Torres Vedras. Domingos 12h às 16h. 35 euros (adultos), 17,50 euros (crianças dos 7 aos 12 anos). Reservas: 261 960 900.

Para uma escapadinha aqui ao lado: o Dolce By Wyndham Campo Real Lisboa traz de volta o menu de brunch de domingo, desta vez servido no restaurante Garden Terrace, no espaço ao ar livre com vista para o campo de golfe e, claro, para as serras do Socorro e da Archeira. O “Lazy Sunday, Flying Brunch” tem um menu assinado pelo chef Rui Fernandes que desenhou uma carta com opções mais ligeiras e outras mais compostas e fora do comum para aquilo que é um brunch, sendo que os ingredientes da ementa vão mudando para incluir os produtos da época e que estão disponíveis no mercado local. A seleção de pastelaria e padaria é vasta, e é complementada pelas carnes frias e queijos à la carte, e não faltam os ovos, bacon, salsichas ou panquecas. Nas entradas há saladas, mozzarella com tomate e pesto, carpaccio de novilho com parmesão, tempura de camarão e as aclamadas trouxas crocantes de enchidos. Nos pratos principais constam fideuà de peixes do Atlântico, risotto de vitela com cogumelos selvagens ou noodles de legumes teriyaki. Os doces ficam entregues à mousse de chocolate, ao arroz doce cremoso com coli de manga ou ao mini pão de ló de painho. As bebidas são à discrição e incluem sumos, cerveja, vinho, águas, café e chá. As crianças não ficam esquecidas na equação e podem sentar-se à mesa para comer hambúrguer, pizza, esparguete à bolonhesa, pipocas e gelado. Há ainda uma sala com animação infantil para os pais que quiserem gozar da refeição mais descansados.

O brunch é servido no espaço exterior do restaurante e com vista para as serras ©DR

Novo menu My Almar do Hilton Vilamoura

Praia da Rocha Baixinha Posto 2- Falésia, Vilamoura.

Para intercalar mergulhos: o My Almar é, desde 2017, o restaurante de praia do Hilton Vilamoura, situado junto à concessão exclusiva para os clientes do hotel, no Posto 2 da Praia da Falésia. E este verão surge com uma nova carta assinada pelo chef executivo André Simões onde os sabores tradicionais se mantém com muitas tapas inspiradas na gastronomia alentejana e algarvia, como a salada de polvo à lagareiro, picapau de novilho, salada de bacalhau ou ovos mexidos com espargos. As mais recentes adições da carta são, no entanto, as crepiocas e as poké bowls. As pokés podem ser de salmão, surf &turf (camarão e frango) e ainda uma opção vegan, já as crepiocas têm também a versão de frango ou de camarão. Para acompanhar tudo debaixo do sol quente há cocktails de assinatura — recomenda-se a frozen margarita, para refrescar as ideias.

O menu continua a contemplar petiscos portugueses e deixou entrar as crepiocas (na imagem) e as poké bowls ©DR

Exposição virtual “Untold”

Para ver arte do sofá: apesar de o mundo ir regressando à suposta normalidade, as iniciativas virtuais não arredam pé e continuam a manter a agenda cheia de novidades. Até 18 de agosto, é possível visitar a exposição “Untold”, promovida pela associação portuguesa Humanity on the Move em parceria com a plataforma ASTRO, que traz à galeria virtual histórias por contar de migrantes forçados. São 74 peças criadas criadas em parceria entre migrantes forçados e artistas para o projeto “Breaking Borders Through Art” da associação portuguesa HOM – Humanity On the Move. Entre pintura, poesia, vídeo e outros formatos, as obras criadas pelos mais de 150 participantes de mais de 15 países dividem-se pelas quatro salas da galeria, disponível aqui.

A exposição é virtual a inclui mais de 70 obras de vários formatos ©DR

“Nunca mais é sábado” é uma rubrica que reúne as melhores sugestões para aproveitar o fim de semana.