503kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Pedidos de casamento, invasão da 7, dois golos e as lágrimas da mãe Dolores. "Por isto é conhecido pelo Teatro dos Sonhos", diz Ronaldo

Este artigo tem mais de 1 ano

Old Trafford acolheu uma invasão de Ronaldomania e avançado teve uma nova "estreia" 18 anos depois a bisar na goleada do United entre muita emoção dentro e fora de campo. Veja as imagens e os vídeos.

15 fotos

Os anos foram passando e muito mudou em Ronaldo. Como jogador, como homem, como pai. Um desses capítulos onde melhor se consegue notar a evolução dos tempos é a forma como o jogador gere as emoções. A ganhar ou a perder, o avançado tinha lágrima fácil e basta recuar a 2004 para recordar aquele choro quase compulsivo após perder a final do Europeu, em Lisboa. Hoje, com quase todos os títulos, golos e recordes alcançados, a emoção de Cristiano chega através das expressões faciais e aquele caminho para os balneários ao intervalo após ter marcado, a morder a língua e a pedir apoio aos adeptos, resumiu quase tudo.

Old Trafford recebeu uma autêntica invasão de Ronaldomania (promovida também pelo próprio clube, que ao longo da semana dedicou praticamente em exclusivo todas as ações ao avançado português), com o Teatro dos Sonhos a explodir em vários momentos entre o anúncio do 7 como titular, a chegada para o aquecimento ou a entrada das equipas. Podia ter ficado por aí mas, com Ronaldo, já se sabe – não fica. E depois de já ter marcado o 1-0 que levou a mãe, Dolores Aveiro, às lágrimas num camarote, o capitão da Seleção fez ainda o 2-1 na estreia, antes de Bruno Fernandes e Lingaard fecharem as contas num dia memorável.

“O meu regresso a Old Trafford foi apenas uma pequena lembrança da razão pela qual este estádio é conhecido como o Teatro dos Sonhos. Para mim sempre foi um lugar mágico, onde podes atingir tudo aquilo a que te propões. Juntamente com os meus colegas e com o apoio fantástico que sempre recebemos das bancadas, encaramos o que aí vem com confiança e otimismo de que iremos celebrar todos juntos no final. Orgulhoso por estar de volta ao Manchester United e a jogar na Premier League, mas acima de tudo feliz de ajudar a equipa! Vamos, red devils!”, escreveu o jogador no final nas suas redes sociais.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.