Bráulio Moreira tem 41 anos, é candidato do Chega à Câmara Municipal de São Brás de Alportel, fala do Primeiro-Ministro como um “indiano vingativo” e levanta a possibilidade de “terem sacado segredos de estado a Jorge Sampaio”, enquanto o antigo Presidente da República esteve internado. As acusações do candidato do partido de André Ventura surgem durante um debate autárquico, promovido pelo jornal regional o Sambransense, realizado na sexta-feira, 10 de setembro — precisamente o dia da morte do antigo chefe de Estado. Ao que o Observador apurou o Chega deverá mesmo afastar o candidato nos próximos dias.

Durante as várias intervenções que vai fazendo ao longo do debate, Bráulio Moreira mantém um discurso confuso, com várias referências a episódios pouco claros e raramente é capaz de alinhar uma frase com sentido. Uma das poucas vezes em que consegue é para dizer que o “espírito de vingança” de António Costa está associado ao facto de “os portugueses terem abandonado a família dele em Goa, porque não os queriam cá”.

As possíveis desavenças entre os familiares indianos de António Costa e Portugal não são detalhadas pelo candidato do Chega, mas num dos momentos do debate avança com a possibilidade de serem conhecidas de António de Oliveira Salazar, que “não queria perder Goa, Damão e Diu e forçou os portugueses a batalharem até ao fim”. Para o candidato autárquico, a insistência do ditador português na manutenção destes territórios indianos revela que “tinha lá alguma coisa guardada”, suspeita sem concretizar.

Na corrida a esta autarquia do distrito de Faro há cinco listas, estando quatro delas representadas neste debate: o atual presidente Vítor Guerreiro (PS), o candidato da CDU Antonino Costa e Bruno Sousa Costa (PSD). Só faltou Francisco Laplaine Guimarães, vice-presidente do CDS e que o grupo de Facebook do Chega de São Brás de Alportel apelidada de “paraquedista” por não ser do concelho e porque ninguém o conhece: “um amigalhaço do Chicão cujo objetivo é retirar votos ao Chega”.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.