Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

De Julho a Setembro, as marcas do Grupo VW colocaram no mercado 122 mil veículos 100% eléctricos, um crescimento de 109% face ao mesmo período do ano anterior, em que não ultrapassaram as 59 mil unidades. Com a maioria dos modelos a serem transaccionados na Europa, o gigante alemão vendeu ainda a clientes chineses veículos fabricados localmente, através de joint-ventures que mantém com construtores locais, bem como a clientes americanos.

As marcas com maior volume de vendas foram a VW e a Audi, a primeira com os ID.3 e ID.4, além do pequeno e-up! que ainda é comercializado em alguns mercados, a começar pelo alemão. A Audi contribuiu com os números relativos ao e-tron e e-tron Sportback, concebidos sobre plataformas que nasceram para modelos com motores de combustão, a que é preciso somar as vendas do desportivo e-tron GT e os Q4 e-tron e Q4 e-tron Sportback. As estas duas marcas é necessário adicionar a Skoda, a Porsche e a Seat, a que em breve se irá juntar a Cupra.

3 fotos

Se considerarmos os primeiros nove meses de 2021, o incremento das vendas de veículos eléctricos do grupo germânico é ainda mais representativo, tendo aumentado 138%. Em 2020, de Janeiro a Setembro, as marcas do grupo colocaram no mercado 123 mil veículos alimentados exclusivamente por bateria, valor que disparou para 293 mil unidades no mesmo período deste ano. Isto deixa antever que, até Dezembro, não será impossível ao grupo superar os 400 mil veículos eléctricos vendidos e continuar a crescer a um ritmo superior, à medida que mais modelos e versões das marcas da Volkswagen AG surjam no mercado.

O modelo mais vendido nos nove primeiros meses do ano foi o VW ID.4, com 72.700 unidades, seguido do ID.3 (52.700), Audi e-tron (36.100), Porsche Taycan e Taycan Cross Turismo (28.600) e Skoda Enyaq (28.200). Todas as marcas aumentaram as suas vendas de Janeiro a Setembro, face ao período homólogo do ano anterior e, entre elas, foi a Skoda que mais cresceu (236,8%), seguida da VW (169,2%), Porsche (161,7%), VW Veículos Comerciais (157,5%), Seat (109,6%) e Audi (51,4%).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR