Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Workshop de alimentação sustentável

Avenida Euro 2004 (Alcochete). 21 234 3501. Sábado, às 11. Entrada: gratuita

Para combater o desperdício alimentar com as mãos na massa: sabia que em Portugal cada pessoa deita ao lixo uma média de 132 kg de comida por ano? O Kitchen Dates, é um projeto de literacia alimentar que pretende ajudar as pessoas a adotar práticas mais sustentáveis e a reduzir o seu impacto no planeta, e irá orientar um workshop sobre como evitar o desperdício na nossa própria cozinha. A intenção é ensinar a olhar de forma diferente para os alimentos, questionando todos os seus usos possíveis, partilhando técnicas, dicas e truques para conseguirmos tirar o máximo partido do sabor e do valor nutricional de cada ingrediente. Durante o mês de novembro, o Kitchen Dates irá ainda comandar workshops sobre alimentos fermentados e adoçantes naturais, numa iniciativa do Freeport Lisboa Fashion Outlet que surge em paralelo com a abertura da Re.Love, uma loja pop up de moda sustentável.

Sabe como pode evitar o desperdício alimentar na sua cozinha ou fazer uma receita fermentada? Estes workshops vão ajudá-lo

Zazah

Rua de São Marçal, 111 (Lisboa). Reservas: 21 134 4468. Segunda a sábado, das 19h à 00h30

Para viajar sem sair da mesa: o Zazah, restaurante aberto desde 2017 no Príncipe Real que une no mesmo espaço a gastronomia, a arte e a música, acaba de lançar uma nova carta com a assinatura do chef brasileiro Christian D’Auria. As propostas gastronómicas autorais são uma autêntica viagem internacional e homenageiam as cozinhas onde o chef paulista de 24 anos já passou, numa clara aposta na diversidade de sabores e na sazonalidade dos produtos. Nas entradas destacam-se o bolovo, uma reinterpretação da mistura clássica de bacalhau e ovo, mas também o ceviche de cogumelo, com leite de tigre, milho crocante, laranja e banana chips, ou o tartar de novilho picado com cebolinho, furikake e picles de mostarda em torrada de pão brioche. Nos principais, experimente o tataki de atum braseado com molho teriaki e cebolinho, as ribs de porco suíno panadas e acompanhadas com molho de tomate da casa ou o peixe branco do dia grelhado com molho de limão, vinagre de banana e cebolinho. No reino das sobremesas, peque com um trio de frutas veganas, com tâmara, côco, amendoim e cacau, um timbale de chocolate, com biscoito, chocolate, nozes caramelizadas e caramelo ou salgado, ou uma mistura de queijo mascarpone temperado com cumaru e servido com crumble e laranja. Para regar o repasto, saiba que há mais de 80 referências de vinhos de várias regiões do país, mas também rótulos franceses e italianos na garrafeira.

As asinhas de couve-flor picante servidas ao estilo da gastronomia Chuka são umas das opções da carta para entradas

Mercado Crafts&Design

Jardim da Estrela (Lisboa). Sábado e domingo, das 10h às 18h. Entrada: gratuita

Para ir às compras a céu aberto: se é daquelas pessoas organizadas e cautelosas que já está a pensar em fazer as compras de Natal longe da confusão e da correria típica dos centros comerciais? Então leve a lista de presentes e aproveite o Mercado Crafts & Design no Jardim da Estrela. Este fim de semana o tema é a criatividade e pelas bancas vai poder encontrar peças únicas e originais de artesanato contemporâneo, cerâmica e design, mas também sugestões de moda, joalharia, fotografia, ilustração ou até mesmo plantas aromáticas. O evento decorre desde 2006 e tem servido de rampa de lançamento ara criadores nacionais e internacionais nas área do design e do artesanato contemporâneo. Sozinho ou em família, aproveite o sol de S. Martinho para uma ida às compras diferente.

Artesanato, cerâmica, ilustração e fotografia são algumas das categorias deste mercado onde reinam a criatividade e originalidade

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Brotéria Café

Rua S. Pedro de Alcântara, 3 (Lisboa). Reservas: 93 226 6422. Segunda a sábado, das 10h às 18h

Para petiscar no pátio mais silencioso do Bairro Alto: homónimo do espaço cultural aberto em 2020, este café-restaurante promete ter a esplanada mais calma e sossegada da baixa pombalina. É lá que pode tomar o pequeno-almoço, almoçar ou lanchar à sombra de um limoeiro ou simplesmente ler um livro embalado pelo som da água que nasce de uma fonte bem ali perto. À mesa chegam pratos assinados pelo chef Carlos Robalo, que já passou pela Bica do Sapato e pelos hotéis Ritz ou Santiago de Alfama, e que aposta numa cozinha tradicional e sem grandes truques. De manhã e ao lanche pode contar com panquecas de frutos vermelhos, scones com compota caseira, torradas com manteiga de amendoim, tostas de abacate com ovo escalfado, tábuas de presunto pata negra ou ovos benedict com salmão e espinafres. Ao almoço, o menu executivo é composto por peixinhos de horta com maionese de picles e alcaparras, tártaro de atum, gambas com alho ou burrata com salada de tomate, manjericão e pesto. Nos peixes não faltam o bacalhau à brás, o salmão com legume braseados, o polvo grelhado com batata doce ou a espetada de camarão e lulas com risotto de lima. Na carne reina o bitoque, o caril de frango com arroz basmati ou o rosbife com salda russa. Para adocicar o palato, arrisque no leite creme, na panna cotta de frutos vermelhos ou na mousse de chocolate e praliné.

Seja para começar ou terminar a tarde, esta esplanada é sinónimo de tranquilidade e tem uma programação cultural regular

Mucho Flow

Vários locais em Guimarães. Sexta e sábado, a partir das 17h30. Bilhetes: a partir dos 11,58€

Para conhecer o futuro da música: a 8.ª edição do festival Mucho Flow promete continuar a mostrar ao mundo artistas emergentes em vários palcos da cidade de Guimarães, muitos deles pela primeira vez em território nacional, num evento que quer diluir as barreiras do género música e juntar as artes sonoras às expressões visuais. O programa deste ano apresenta-se numa versão reduzida, mas conta com uma dezena de nomes que vale a pena conhecer. Loraine James apresenta-se pela primeira vez em Portugal, assim como Muqata’a, Slikback, e a dupla Croatian Amor + Varg2TM. O cartaz conta ainda com a presença de Fura Olhos, em estreia absoluta ao vivo para apresentar o disco homónimo a ser editado pela Revolve ainda este mês. Juntam-se também Chão Maior, sexteto de jazz experimental, e Ricardo Martins, ambos com novos trabalhos lançados em 2021 pela Revolve. Lorenzo Senni, Space Afrika, Arrogance e DJ Lynce completam o cartaz, que se distribui pelo Centro Cultural Vila Flor, pela Plataforma das Artes e pelo Teatro São Mamede.

Mais de uma dezena de artistas emergentes apresentam os seus trabalhos musicais em Guimarães este fim de semana

Gelataria Lavoratta

Rua de Santa Catarina, 357 (Porto). 22 117 6549. Domingo a quarta-feira, das 8h30 às 22h; quinta-feira a sábado, das 8h30 às 23h

Para comer gelados no inverno em bom: se pensa que os gelados só combinam com o verão, talvez esteja enganado. A gelataria portuense Lavoratta quer provar que os gelados artesanais também podem e devem ser consumidos nos dias mais dias cinzentos do ano e à fonte de chocolate non stop juntou uma lareira altamente instagramável na esplanada interior. Devidamente instalado, esqueça as colorias e prove, em copo ou em cone, gelados de vinho do Porto, After-Eight ou Ferrero Rocher, mas também bolos de lava de chocolate, brownies de frutos vermelhos, chocolate quente com marshmallows ou o famoso red velvet. Ao jantar dominam as sugestões salgadas, como o crepe de cogumelos com cebola e óleo de trufa, pá fumada com queijo brie e ovo, salmão fumado com abacate ou mozzarella fresca com tomate, pesto e vinagre balsâmico.

A gelataria portuense quer provar que os gelados artesanais combinar mesmo com os dias mais cinzentos do ano

Pinhais Factory

Avenida Menéres, 700 (Matosinhos). Segunda a domingo, das 9h30 às 16h. Bilhetes: dos 8€ aos 14€

Para descobrir a história das conservas centenárias: depois de no ano passado comemorar o seu centenário, a Pinhais inaugurou um museu vivo pioneiro na indústria conserveira, onde cada visitante poderá conhecer o espólio da marca, através de conteúdos digitais, e acompanhar de perto o processo de produção artesanal de uma conserva, desde a seleção do peixe na lota até ao enlatamento, passando pela salmoura, cozedura ou cravação. A fábrica, localizada em Matosinhos, foi recentemente classificada edifício de interesse municipal e agora é palco de uma experiência diferente com uma duração de 60 minutos. A tour inclui a possibilidade de aprender a embrulhar à mão a sua própria lata de conserva com a ajuda de quem sabe e culmina numa das salas mais imponentes do edifício, onde poderá degustar alguns produtos das marcas Pinhais e Nuri. Sardinhas, cavalas e carapaus regados com azeite ou molho de tomate caseiro, com versões mais picantes, são apenas alguns exemplos do que pode provar e, no fim, levar para casa, passando pela loja oficial do museu.

A Pinhais inaugurou um museu em Matosinhos onde poderá aprender a embalar a sua própria lata de conserva

Astória

Praça da Liberdade, 25 (Porto). Reservas: 22 003 5639. Segunda a domingo, das 12h30 às 15h; das 19h30 às 22h30

Para dar as boas vindas ao outono com novos sabores: nova estação é quase sempre sinónimo de nova carta no Astória, o restaurante do hotel InterContinental. Pelas mãos do chef Tiago Sales saíram pratos inspirados em Espanha, cidade onde estagiou vários meses, e confeções com ingredientes da época, como a trufa ou os cogumelos selvagens. O novo menu sugere entradas e sobremesas, guarnições e proteínas, ficando à escolha do cliente fazer combinação que desejar. Para começar, arranque com uma tortilha de batata desconstruída com cebolada e puré de gema de ovo, um tataki de atum braseado com uma espécie de gaspacho de amêndoa com alho, uvas peladas e croutons ou um puré de cenoura acidulado com castanhas e endívias. Nos pratos principais, não faltam o peixe de alto mar, como corvina, garoupa ou robalo, que podem ser acompanhados com uma açorda de ovas ou a barriga de leitão assada no carvão, que pode ser servida com puré de batata trufada. Arroz caldoso de cogumelos selvagens, puré de aipo com alho francês, algas e edamame são algumas opções novas vegetarianas e no universo dos doces o destaque vai para a tarte merengada de abóbora, massa filo, telhas de noz pecã e gelado de leite de cabra. Recorde-se que o menu brunch voltará a estar disponível este fim de semana em formato buffet, entre as 11h30 e as 16h.

O arroz caldoso de cogumelos selvagens e trufa é uma das estrelas da nova carta de outono do Astória

Mercadito

Cordoaria Nacional, Torreão Poente (Lisboa). Sábado e domingo, das 10h às 19h. Preço: 3€

Para ir às compras já a pensar no Natal: a influencer Fernanda Velez, autora do Blog da Carlota, prepara a curadoria de mais uma edição do Mercadito, desta vez em registo presencial. O evento conta com 80 marcas portuguesas de moda, entre senhora e criança, mas também de decoração e design. Vestidos da Buzina, calçado da It Shoes, joias da Carolina Curado ou velas orgânicas da Mestica Collection são apenas alguns exemplos do que pode encontrar. Entre novas coleções de inverno, apresentações natalícias ou edições limitadas, as novidades prometem ser muitas. Nas esplanadas do recinto poderá fazer um intervalo das compras com os gelados da Santini, piadinhas, tostas à portuguesa, castanhas assadas ou iguarias mais saudáveis da Carmo Organic Food.

Fernanda Velez volta a reunir centenas de marcas com carimbo nacional num mercado de inverno cheio de novidades e tendências

O Moço

Rua Coelho da Rocha, 91 (Lisboa). Tel.: 91 560 4018. Segunda a domingo, das 10h às 19h

Para esquecer as calorias por instantes: o antigo Moço dos Croissants, em Campo de Ourique, mudou de assinatura – agora é apenas Moço — mas manteve toda a gula. Num espaço rejuvenescido, a pastelaria conta agora não apenas com croissants, com recheios salgados ou doces, como caramelo salgado, doce de leite, maçã ou doce de ovo com amêndoa tostada, mas a montra inclui também cookies de chocolate, com canela ou laranja, brigadeiros, brownies de avelã e nozes, pavlovas, cheesecakes de caramelo, bolos red velvet ou tarteletes. Há bebidas quentes e frias para acompanhar o banquete guloso e caixas generosas para levar para casa, caso consiga resistir no espaço.

O Moço não deixou os croissants, mas aventurou-se por outras doçarias como as tarteletes com vários recheios, mais ou menos gulosos

“Nunca mais é sábado” é uma rubrica que reúne as melhores sugestões para aproveitar o fim de semana.