Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Tesla está a chamar à oficina 21.599 unidades do Model Y, todas elas fabricadas na China. O objectivo é substituir umas peças da suspensão, aparentemente os suportes dos cubos de roda anteriores e posteriores, que não estão conforme as especificações do construtor e tendem a revelar folgas excessivas com o tempo.

A informação tornou-se pública após um comunicado da administração do Estado chinês para a regulação do mercado. Este organismo oficial avançou ainda que a Gigafactory Xangai irá proceder ao controlo dos elementos da suspensão de todas as unidades produzidas no período mencionado, procedendo à substituição das peças com defeito.

A Tesla não mencionou a possibilidade de existirem Model Y de fabrico chinês com esta deficiência exportados para outros mercados, como o europeu – que recebe o SUV precisamente da China –, mas confirmou que todos os utilizadores dos modelos problemáticos serão informados do problema e aconselhados a dirigir-se prontamente a um serviço de assistência da marca.

Os Model Y envolvidos foram produzidos entre 4 de Fevereiro e 30 de Outubro, com a Tesla a estimar que a substituição das peças seja rápida e sem custos para os proprietários.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR