Rádio Observador

Cabo Verde

Cabo-Verde, um país global no centro do Mundo

Autor
  • Fernando Elísio Freire
399

Cabo Verde é um hoje um País aberto ao Mundo e enraizado no Mundo. Queremos mais e melhor cooperação. Acreditamos numa parceria inclusiva, reciproca, sustentável e concretizável.

Cabo Verde vive hoje um momento de afirmação no contexto africano e mundial. O modelo social, económico e político que está a ser implementado permite a Cabo Verde ser uma referência em África e no Mundo, com índices qualitativos de democracia reconhecidos pelas principais organizações internacionais.

A capacidade de diálogo que Cabo Verde desenvolve com os mais diversos países, das mais variadas geografias, representa bem a credibilidade do País e a ambição do povo cabo-verdiano. Sem abdicar da nossa identidade reafirmamo-nos pelos nossos valores culturais e sociais mas também, cada vez mais, pelo grande potencial da economia. Cabo Verde é hoje um País aberto ao Mundo e enraizado no Mundo.

Nos últimos 3 anos o Governo do MpD (Movimento para a Democracia) tem vindo a implementar uma dinâmica reformista, reconhecida a nível internacional, que posiciona Cabo Verde como referência social, económica e política em África. Atualmente Cabo Verde tem em curso o Plano de Desenvolvimento Sustentável, concretizando alterações estruturais no sector da Saúde, da Educação, da Segurança, da Organização Territorial, dos Transportes Aéreos e Marítimos, da Energia, da Gestão Portuária e Aeroportuária.

Implementámos uma política social inclusiva adoptando medidas a nível da Educação, da Saúde ou do Empreendedorismo.

Os resultados a nível económico são visíveis e sustentáveis – no último trimestre de 2018 Cabo Verde cresceu 7,6% – com reflexos na queda do desemprego, em especial no desemprego jovem, e na criação de mais e melhor emprego.

Somos um País amigo do investimento direto estrangeiro em complementaridade com o tecido empresarial cabo-verdiano. Temos vindo a retirar obstáculos que não permitiam o crescimento económico e a geração de emprego que hoje se verifica em Cabo Verde.

A Cimeira Cabo Verde Portugal que decorre este fim-de semana em Lisboa não se enquadra numa tradicional Cimeira institucional e protocolar entre Estados. Esta cimeira representa a reafirmação de Cabo Verde no contexto europeu e mundial e a reafirmação de uma parceria win-win com Portugal.

Cabo Verde é muito mais do que do que as 10 ilhas que o formam. Cabo Verde é hoje o País da ambição, das oportunidades e da concretização do sonho de desenvolvimento de um arquipélago integrado no Mundo.

Estamos a construir um país mais forte e mais sustentável.

A robustez de Cabo Verde passa pela diversidade da sua economia. É nesta diversidade que Cabo Verde e Portugal têm tudo para criar relações em que os dois países saiam a ganhar. A abertura da nossa economia, os parceiros estratégicos que temos nos 4 cantos do Mundo, a proximidade geográfica e as efetivas oportunidades de negócio, que vão desde o sector da Saúde e da Educação até ao sector tecnológico, permitem-nos afirmar que este é o momento.

Este é o momento para uma aposta sustentável e saudável na parceria com Cabo Verde.

A diáspora cabo-verdiana é cada vez mais uma referência de integração na sociedade portuguesa. Mas queremos mais.

Somos um povo ambicioso e com capacidade de gerar mais valias nas sociedades em que que nos integramos. A nossa cultura, os nossos estudantes, a nossa diplomacia, os nossos emigrantes são gente com talento, com competências e com capacidades.

Queremos ainda mais e melhor cooperação. Nos últimos anos esse esforço tem sido efetivo e pretendemos reforçá-lo. O tempo da parceria sem concretização, o tempo das cimeiras inconsequentes, o tempo das visitas oportunistas e propagandistas ficou para trás. É por isso que trazemos a Portugal propostas de reforço de cooperação institucional e ao nível da mobilidade e da Educação.

Acreditamos numa parceria inclusiva, recíproca, sustentável e concretizável porque, dando corpo ao lema da CPLP a que Cabo Verde atualmente preside, o nosso compromisso está centrado nas pessoas.

Ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros e ministro do Desporto de Cabo Verde

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)