Startups

Probe.ly vence Caixa Empreender Award e recebe 100 mil euros

A "sonda" portuguesa que zela pela segurança das apps recebeu 100 mil euros da Caixa Capital. Em dezembro já tinha vencido a edição de outono do Lisbon Challenge, promovido pela Beta-i.

Probe.Ly

Autor
  • Cristiana Faria Moreira

A Probe.ly, startup lançada por Nuno Loureiro para ajudar empresas a construir aplicações mais seguras, venceu esta quinta-feira o Caixa Empreender Award e recebeu 100 mil euros da Caixa Capital. A empresa já tinha sido distinguida na edição de outono do Lisbon Challenge, o programa de aceleração de startups da Beta-i, Associação para a Promoção do Empreendedorismo, onde recebeu 75 mil euros da capital de risco do banco público.

A ideia de criar o Probe.ly nasceu dentro do Sapo há seis anos, mas só em abril do ano passado saiu do papel para pôr no mercado um software que permite a qualquer empresa testar a segurança das suas aplicações. Neste momento, o produto está a ser testado em versão beta por um grupo de empresas e, “dentro de um ou dois meses”, vai ser lançado no mercado.

O grande objetivo é entrar no mercado e, a partir daí, queremos alavancar nas vendas”, referiu Nuno Loureiro.

Na prática, o Probe.ly quer evitar acessos não autorizados que tenham a intenção de modificar, destruir ou revelar informação crítica e otimizar o trabalho do programador ou empresa na proteção das suas aplicações e códigos.

Numa empresa que tenha um site, uma aplicação web, com uma autenticação – um webmail, por exemplo – o que o Probe.ly faz é testar essa aplicação para encontrar problemas de segurança para evitar ver nas notícias que sites ou bases de dados foram comprometidas com informação dos utilizadores”, explicou o fundador da startup.

Sobre a iniciativa e o prémio de 100 mil euros da Caixa Capital, o líder da Probe.ly considerou que este tipo de eventos são “extremamente importantes, não só pelo dinheiro em si, mas pela exposição que dão à empresa no mercado”. Os 100 mil euros já têm destino. “Este dinheiro vai-nos ajudar a construir uma equipa de vendas e de marketing para alavancar o projeto e para atacarmos o mercado”, referiu Nuno Loureiro.

Depois da vitória no Caixa Empreender, e do investimento de 100 mil euros da Caixa Capital, a Bright Pixel (empresa de Celso Martinho, cofundador do portal Sapo, que quer ajudar outras empresas a crescer e que tem investimento da Sonae IM) anunciou um novo investimento na startup fundada por Nuno Loureiro. Os valores não foram divulgados.

“Este é um passo muito importante para a Probe.ly, do qual nos orgulhamos, mas também para o processo de afirmação da nossa metodologia e do crescimento do nosso próprio projeto”, referiu Celso Martinho, líder da Bright Pixel, em comunicado.

A startup já recebeu investimento de mais de 200 mil euros por parte da Bright Pixel e foi ainda uma das 66 startups que venceram o concurso Road2WebSummit, lançado pelo Governo no programa Startup Portugal, e apresentaram-se na Web Summit que decorreu no mês de novembro, em Lisboa.

Além da Probe.ly estavam a concurso outros seis finalistas: KIDE, UpHill, Faarm, Eat Tasty, DART e NeuroPsyCAD. Cada um foi selecionado através de programas de aceleração promovidos pela Startup Braga, Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), Caixa Capital (Startup Lisboa Boost), Beta-i (Lisbon Challenge) e COTEC (COHiTEC), respetivamente.

A vencedora da edição do ano passado do Caixa Empreender Award foi a Prodsmart, o projeto lançado por Gonçalo Fortes que promete transformar qualquer linha de produção numa fábrica digital.

*Artigo atualizado a 21 de março com informação sobre o investimento da Bright Pixel

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site