Moçambique

Governo moçambicano diz que epidemia de cólera está controlada

O Ministério da Saúde de Moçambique declarou, esta sexta-feira, controlada a epidemia de cólera no país, anunciando a desativação dos centros de tratamento da doença que matou quatro pessoas.

No ano passado, no mesmo período, morreram 103 pessoas face de um total de 301 mil casos

LUIS FONSECA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O Ministério da Saúde de Moçambique declarou, esta sexta-feira, controlada a epidemia de cólera no país, anunciando a desativação dos centros de tratamento da doença que matou quatro pessoas entre janeiro e abril. “A epidemia está controlada: nos últimos 28 a 29 dias não registámos [novos casos de] cólera e assim estamos a declarar a epidemia controlada”, afirmou o diretor-nacional de Saúde Pública, Francisco Mbofana, em conferência de imprensa.

Os cinco centros de tratamento de cólera que as autoridades sanitárias haviam instalado nas províncias mais afetadas, prosseguiu Mbofana, já foram desmontados. O diretor-nacional de Saúde Pública disse que quatro pessoas morreram entre 5 de janeiro e 22 de abril, de um total de 2131 casos registados pelas autoridades sanitárias.

Os óbitos registaram-se na província de Tete (centro do país) com duas mortes entre 1015 casos, na província da cidade de Maputo (sul) com uma morte entre 367 casos e na província de Maputo (capital), com um óbito entre 151 casos.

Francisco Mbofana disse ainda que, em relação a casos de diarreias no geral, registaram-se de janeiro a abril 102 mortos de um total de 250 mil casos. No ano passado, no mesmo período, morreram 103 pessoas face de um total de 301 mil casos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Estados Unidos da América

Carta da América

João Carlos Espada

Na América, está em curso um vigoroso renascimento conservador-liberal. Conseguirá a vaga conservadora em gestação na Europa acompanhar a linguagem liberal e anti-estatista da sua congénere americana?

Catalunha

A Catalunha e nós

Manuel Villaverde Cabral

Devido à política obtusa de Rajoy, uma boa parte dos catalães pretende mais do que equidade fiscal, como o governo aparentemente lhe propõe agora em troca do cancelamento do pseudo-referendo.

Autárquicas 2017

Falar de André Ventura

Alexandre Homem Cristo

Ventura está a ser sobrevalorizado – enquanto candidato e, mais ainda, enquanto intérprete de novos rumos para a direita. Um erro que, perante a tentação de leituras nacionais, será importante evitar.

Estados Unidos da América

Carta da América

João Carlos Espada

Na América, está em curso um vigoroso renascimento conservador-liberal. Conseguirá a vaga conservadora em gestação na Europa acompanhar a linguagem liberal e anti-estatista da sua congénere americana?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site