Logo Observador
Sismo

Sobe para 24 número de mortos no sismo no sudoeste da China

Número de mortos na sequência do forte sismo que sacudiu, na noite de terça-feira, a província de Sichuan, no sudoeste da China, subiu para 24, com a descoberta de quatro corpos.

STR/EPA

O número de mortos na sequência do forte sismo que sacudiu, na noite de terça-feira, a província de Sichuan, no sudoeste da China, subiu para 24, com a descoberta de quatro corpos, informou a agência oficial Xinhua. O sismo fez ainda 493 feridos, dos quais 45 continuam em estado grave, segundo as autoridades locais que informaram ainda de pelo menos cinco desaparecidos.

O terramoto de magnitude 6,5 — segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos — ocorreu na terça-feira às 21:30 (14:20 em Lisboa), numa zona de elevada altitude e difícil acesso do planalto tibetano, onde se encontra a reserva de Jiuzhaigou, um dos parques naturais mais reputados do país e classificado pela Unesco.

Mais de 85 mil pessoas, incluindo 126 turistas estrangeiros, foram retiradas daquela localidade, onde existem inúmeros hotéis junto ao parque.

O sismo reavivou a traumatizante recordação do tremor de terra de magnitude 8, ocorrido na mesma província em 2008, o qual fez 87.000 mortos e desaparecidos.

O abalo de terça-feira foi sentido numa vasta região, desde a capital da província de Chengdu a 284 quilómetros do epicentro, até à cidade de Xian, a mais de 400.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt