Jean-Claude Juncker

Marcelo felicita Juncker e concorda que “o vento voltou a soprar” favorável à União Europeia

435

Marcelo Rebelo de Sousa felicitou Juncker pelo seu discurso no Parlamento Europeu. O Presidente da República concordou com o presidente da Comissão Europeia sobre o "Estado da União".

O Presidente da República considera que Juncker fez um discurso centrado nos cidadãos europeus

PAULO NOVAIS/LUSA

O chefe de Estado dirigiu esta quarta-feira uma mensagem ao presidente da Comissão Europeia, felicitando-o pelo seu discurso perante o Parlamento Europeu e subscrevendo a ideia de que “o vento voltou a soprar” favorável à União Europeia.

Permita-me que o felicite pelo seu discurso sobre o Estado da União, feito hoje perante os membros do Parlamento Europeu em Estrasburgo. Também acredito que o vento voltou a soprar sobre as nossas velas e que devemos aproveitá-lo, como muito bem disse, para construir uma Europa mais unida, forte e democrática até 2025″, escreveu Marcelo Rebelo de Sousa, na mensagem dirigida a Jean-Claude Juncker, divulgada no portal da Presidência da República.

O Presidente da República considera que Juncker fez um discurso centrado nos cidadãos europeus, “pleno de ideias fortes e apelativas, merecedoras de serem debatidas”, e dá exemplos: “Impressionou-me particularmente a ênfase na Europa social, no ministro europeu de Economia e Finanças, na Autoridade Europeia do Trabalho e na centralidade de uma parceria com África”.

Marcelo Rebelo de Sousa refere que o presidente da Comissão Europeia vai estar em Portugal no final do próximo mês – para participar, como convidado, na reunião do Conselho de Estado agendada para 30 de outubro – e diz que espera “em breve poder trabalhar” com Juncker “nestas e noutras ideias”.

À semelhança de Marcelo, também o primeiro-ministro teceu elogios ao discurso de Juncker. Foi através do Twitter que António Costa considerou ter sido “um apelo forte à ação”.

Também no Twitter, a eurodeputada Marisa Matias manifestou desagrado depois de Juncker ter dito que a Europa ia desde “Espanha até à Bulgária”, sugerindo uma exclusão de Portugal.

No seu discurso sobre o Estado da União, o presidente da Comissão Europeia defendeu esta quarta-feira que “o vento é outra vez favorável” e que é preciso aproveitar essa “janela de oportunidade” para construir uma União Europeia “mais forte”, apontando cinco prioridades para o próximo ano.

Estado da União. A declaração polémica em que Juncker ignorou Portugal

Dirigindo-se ao Parlamento Europeu, em Estrasburgo, França, Juncker deu conta do programa de trabalho da Comissão para 2018, e afirmou que deseja ver a União Europeia mais forte nas seguintes cinco áreas: comércio, indústria, alterações climáticas, cibersegurança e migrações.

Por outro lado, propôs a fusão dos postos de comissário europeu dos Assuntos Económicos e de presidente do Eurogrupo, para que passe a haver “um ministro europeu da Economia e Finanças”, e manifestou-se favorável à criação de um fundo monetário europeu e de uma linha orçamental específica para a zona euro.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Europa

Uma Europa sem Portugal

Rui Ramos
570

A Europa não vai mudar com Juncker: já mudou, e profundamente. Para os portugueses, a mensagem é clara: uma Europa sem Portugal é perfeitamente imaginável. 

Identidade de Género

Totalitarismo

Paulo Tunhas

Age-se como se cada um fosse como um camaleão, pronto a se metamorfosear naquilo a que aspira. Podemos descer na escala dos seres até aos animais ou tornarmo-nos divinos, de acordo com a nossa vontade

Banca

O BES e o novo modelo de supervisão

Helena Garrido

Os casos BES e Banif não teriam acontecido se já tivéssemos o novo modelo de supervisão bancária em discussão pública? As arquitecturas de governação não mudam as pessoas nem alteram os incentivos.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site