Celebridades

Harvey Weinstein é expulso do sindicato de produtores de Hollywood

Depois da Academia que atribui os Óscares, agora foi a vez do sindicato de produtores de Hollywood expulsar Harvey Weinstein. São já trinta as mulheres que acusam Weinstein de assédio sexual.

Weinstein já saiu da Academia dos Óscares, do sindicato de produtores e da própria empresa, e Weinstein Company

PAUL BUCK/EPA

O sindicato de produtores de Hollywood (PGA, na sigla em inglês) iniciou na segunda-feira o processo de expulsão de Harvey Weinstein, após os vários casos de abuso e assédio sexual de que é acusado.

O assédio sexual de qualquer tipo é completamente inaceitável. Este é um problema sistémico e alargado que exige ações por parte de toda a indústria”, indicou a organização em comunicado.

O sindicato realizou uma reunião extraordinária em que o conselho de administração, composto por 20 mulheres e 18 homens, votou unanimemente a favor da expulsão de Weinstein, um dos produtores mais poderosos e influentes da indústria cinematográfica dos Estados Unidos.

A decisão não será imediata já que, de acordo com as normas do sindicato, Weinstein pode defender-se antes de o PGA tomar uma decisão final, a 6 de novembro. O sindicato também aprovou na segunda-feira a criação de um grupo de trabalho para investigar e propor soluções que possam acabar com o assédio sexual em Hollywood.

A decisão do PGA surge dois dias depois de a Academia norte-americana de Cinema e Ciências Cinematográficas, que atribui os Óscares, também ter decidido expulsá-lo. “Não somente nos distanciamos de alguém que não merece o respeito dos colegas, mas enviamos uma mensagem clara de que acabou o tempo da ignorância deliberada e a cumplicidade vergonhosa relativamente a comportamentos de agressão sexual e assédio no local de trabalho na nossa indústria”, indicou a Academia.

Harvey Weinstein. O que se sabe sobre o produtor todo-poderoso caído em desgraça

As acusações foram feitas por cerca de 30 mulheres que trabalham na indústria do cinema, entre elas Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow, Mira Sorvino, Léa Seydoux, Judith Godrèche, Ashley Judd e Rosanna Arquette. Harvey Weinstein, que durante muitos anos dominou Hollywood, recebeu uma chuva de críticas e comentários de repúdio depois de a revista The New Yorker e o jornal The New York Times terem revelado inquéritos ao seu comportamento baseados em dezenas de acusações.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Angola

João Lourenço e MPLA: estamos juntos?

José Pinto

Apesar do seu debilitado estado de saúde, José Eduardo dos Santos ainda é o Presidente do MPLA. As exonerações dos seus familiares diretos dificilmente mereceram a sua aquiescência.

Caso José Sócrates

Quid custodiet custodiam?

Luís Ribeiro

Agora que o puzzle está claro, quanto será reaberto o inquérito ao crime contra o Estado de Direito para conhecermos a cumplicidade dos que então eram os mais altos responsáveis da Justiça portuguesa?

Pobreza

Amar com obras e não com palavras

P. Miguel Almeida, sj

Há uma diferença entre culpa e responsabilidade. O facto de não termos culpa de haver fome e pobreza no mundo não nos isenta da responsabilidade, simplesmente porque somos todos irmãos em humanidade.

Panteão Nacional

O sacrossanto panteão de Santa Engrácia

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
112

Se a república é laica, porque se apropriou de uma antiga igreja católica para seu panteão nacional? O laicismo não é capaz de arranjar um espaço próprio, onde sepultar os seus próceres?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site