Forças Armadas

O soldado português “perdido” em Angola regressou a casa

872

Durante 54 anos esteve sepultado em Angola, depois de ter sido morto na guerra colonial. A filha não sabia onde estava o corpo, até que viu uma fotografia do pai no Facebook. António regressou a casa.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Ernestina Silva esperou 48 anos para ver a cara do pai e saber de que forma tinha ele morrido na guerra colonial, em Angola. Quando o motor de busca do computador a levou até à página de Facebook de Isidro Esteves, Ernestina não teve dúvidas. A fotografia que estava a ver era a do seu pai, António da Conceição Lopes da Silva, e a informação que lhe faltava na vida estava escrita ao lado: “Morto em combate em Angola (região do Úcua, no ponto de coordenadas 1417.0843, na picada que ligava a Roça Rainha Santa à Roça Bom Jesus), no dia 3 de Outubro de 1963, pelas 07h00 – e não em 4 como se lê na foto e como consta em outras fontes”.

Nesse dia, na sua casa no Entroncamento, Isidro Esteves, antigo soldado páraquedista, autor da página onde reúne as histórias de quem morreu na guerra colonial, recebeu uma chamada dos Estados Unidos. Era da filha de António Silva. “Ligou-me nessa noite a chorar. Mas a chorar de alegria. Disse-me que tinha estado 48 anos sem conhecer a cara do pai.”

Soldado Pára-quedista nº 334/61, ANTÓNIO DA CONCEIÇÃO LOPES da SILVA (da 3ª CCP do BCP 21, mas agregado à 2ª CCP, por…

Posted by Isidro Moreira Esteves on Tuesday, November 2, 2010

[percorra a fotogaleria da homenagem a António Silva para conhecer o resto da história]

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rferreira@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site