Manuel Caldeira Cabral

Portugal quer estar entre os líderes da indústria digital

O ministro da Economia afirmou que Portugal quer estar entre os líderes da indústria digital. Manuel Caldeira Cabral utilizou o setor da energia renovável como exemplo.

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Portugal quer estar entre os líderes da indústria da digitalização, disse esta quarta-feira o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, na abertura da XII Encontro Cotec Europa, que se realiza em Mafra.

O caminho de Portugal nesta indústria 4.0 é o de estar ao lado dos países líderes e de usar a enorme capacidade da nossa indústria, dos nossos jovens e das nossas empresas de ‘software’ para estar à frente e liderar e não seguir atrás”, afirmou Manuel Caldeira Cabral.

Para o governante, o país tem de aliar a flexibilidade e a qualidade das indústrias portuguesas à capacidade de resposta das empresas informáticas. O ministro da Economia afirmou que, apesar de um dos efeitos da digitalização ter sido a “saída de empregos para fora da Europa”, em Portugal “estamos a ver o emprego voltar a crescer porque as empresas estão a conseguir fazer o que é importante nesta nova revolução industrial, serem mais flexíveis, mais rápidas e capazes de produzir produtos de alta qualidade em tempos e séries curtas”.

Manuel Caldeira Cabral deu o exemplo do desenvolvimento operado no setor das energias renováveis, em que “é competitivo produzir em Portugal” ao nível da energia solar “porque a tecnologia mudou”. “Ajude-nos a Europa com uma política de valorização das energias renováveis e a fazer as interligações a Marrocos, a França e ao resto da Europa”, apontou.

A COTEC Europa reúne-se uma vez por ano rotativamente nos três países COTEC: Portugal, Espanha e Itália.

Este ano reúne-se em Portugal, mais concretamente no convento de Mafra, “por se considerar um local adequado e que também simboliza épocas passadas em que os nossos países tiveram a preponderância e um peso importante no desenvolvimento do mundo e até na inovação, em termos que são muito caros à COTEC”, referiu.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o Presidente italiano, Sergio Mattarella, e o rei espanhol, Felipe VI, marcam presença neste evento. A União Europeia vai estar representada através do comissário Europeu da Investigação, Ciência e Inovação, o português Carlos Moedas.

A primeira COTEC foi fundada em Espanha, em 1990, por iniciativa do então rei Juan Carlos, e nove anos depois, em 2001, surgiu a sua congénere italiana. A COTEC Portugal – Associação Empresarial para a Inovação foi constituída em abril de 2003, na sequência de uma iniciativa do então Presidente da República Jorge Sampaio.

A COTEC Europa foi fundada em 2003, com a adesão da COTEC Portugal ao grupo já formado por Espanha e Itália.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site