A Lua tem uma influência permanente na vida do planeta Terra, seja pela forma como afeta as marés ou por nos deixar deslumbrados a apreciar a luminosidade da lua cheia no céu. Ciente do simbolismo da Lua como musa para tantos artistas e inspiração para tantas pessoas, a NASA (agência espacial norte-americana) desafiou o público a escolher a imagem preferida para a capa da coleção do quinto aniversário do Orbitador de Reconhecimento Lunar (ORL), que se celebra a 18 de Junho.

“A coleção ‘A Lua como Arte’ dá ao público a oportunidade de ver a lua como outros a viram durante séculos – como uma musa inspiradora -, mas desta vez a partir da perspectiva de estar em órbita com uma série de ‘olhos’ que a vêem nas diferentes partes do espectro eletromagnético”, disse, em comunicado, Brooke Hsu, especialista em ensino das ciências no Instituto Lunar e Planetário, Associação das Universidades de Pesquisa Espacial em Greenbelt, Maryland (Estados Unidos).

As votações estão abertas de 23 de maio a 6 de junho para eleger uma das cinco imagens candidatas. A imagem vencedora será divulgada no dia no aniversário juntamente com as 24 fotografias que fazem parte da coleção.

Orbitador de Reconhecimento Lunar

Lançada na Flórida, Estados Unidos,  a sonda ORL entrou na órbita lunar depois de quatro dias de viagem. Durante quase cinco anos enviou para a Terra imagens da superfície lunar e uma série de dados de elevado valor científico.

“O Orbitador de Reconhecimento Lunar” tem tido uma missão notável. As descobertas deram-nos uma visão sobre a história do sistema solar e sobre funcionamento interno da lua”, disse John Keller, cientista do projeto ORL no Centro de Voo Espacial Goddard da NASA em Greenbelt, Maryland. “Depois de cinco anos, a ORL continua a fazer descobertas revolucionárias.”