Portugal vai ganhar o campeonato do mundo de futebol deste ano, acreditam 23% dos portugueses entrevistados para um estudo do New York Times, que falou com pessoas de 19 dos 32 países em competição no Brasil.

Excluindo as repostas “não sei” e “não me interessa”, a maioria (37%) dos portugueses questionados respondeu que o anfitrião Brasil é que vai vencer o Mundial, mas a segunda resposta mais dada foi Portugal, o que faz com que os adeptos portugueses sejam os quintos mais confiantes na vitória da própria seleção. Os outros quatro são o Brasil, onde 64% acreditam que a canarinha vai ficar com a taça, Espanha (48%), Argentina (47%) e Colômbia (25%). Deste lote, só mesmo Portugal e Colômbia atribuem o favoritismo em primeiro lugar ao Brasil. Nos restantes países, os adeptos estão maioritariamente convencidos de que será a sua seleção a sair vitoriosa.

Este estudo foi conduzido através da internet, o que, segundo o responsável pelos inquéritos do New York Times, fez com que nenhum adepto dos países africanos presente na prova fosse entrevistado. “No Gana, por exemplo, apenas 14% da população tem acesso à internet”, explica Marjorie Connelly. Mas não são só os países africanos os excluídos: o Uruguai – vencedor de dois campeonatos do mundo e quarto classificado em 2010 – também não foi tido em conta no inquérito.

Ainda assim, há alguns dados curiosos nesta sondagem. A seleção dos Estados Unidos, por exemplo, é a única que, ao mesmo tempo, é a favorita à vitória e a mais odiada pelos seus próprios adeptos. De facto, 14% dos norte-americanos apostam que a sua própria seleção vai vencer a competição, mais do que os 10% que acham que vai ser o Brasil, e 5% não gostam da sua equipa nacional, que colocam em primeiro lugar entre as selecções que menos apreciam.

Estados Unidos, Argentina e Irão são as três seleções que menos entusiasmam.

Além dos próprios americanos, também os australianos, os mexicanos, os russos e os italianos revelaram estarem a torcer contra os Estados Unidos, fazendo desse o país menos apoiado pelos fãs de futebol dos 19 países. A Argentina e o Irão, que também não teve voto na matéria, são as duas outras seleções que menos entusiasmam. De um modo geral, as seleções mais ‘odiadas’ são de países tradicionalmente rivais no futebol e/ou na política: na Argentina torce-se contra a Inglaterra e contra o Brasil, enquanto em Portugal espera-se que França e Alemanha não vão longe.

O Brasil é não só o país mais votado como vencedor, como é também considerado aquele que joga o melhor futebol: 16 dos 19 países são desta opinião e até a Espanha, o segundo país mais votado, ficou rendida aos brasileiros.

Quanto ao interesse no futebol, a Colômbia é o país onde mais entrevistados se mostraram “muito interessados”: 50%. A seguir estão o México (43%), o Brasil e a Argentina (40% ambos) e a Costa Rica (38%). Portugal, com 33% de pessoas muito interessadas em futebol, não fica longe, e está mesmo à frente da Itália (26%) e da Inglaterra (19%). De forma muito pouco surpreendente, são os Estados Unidos que ocupam o último lugar: 60% dos inquiridos não se interessam por esta modalidade.