O secretário-geral do PS propôs esta terça feira os nomes do ex-juiz do Tribunal Constitucional Armindo Ribeiro Mendes e da ex-deputada socialista Maria Carrilho para integrarem a comissão eleitoral das primárias, disse à agência Lusa fonte oficial socialista. Tanto António José Seguro como António Costa se mostraram satisfeitos com a decisão.

A proposta de Seguro foi formulada na abertura da reunião da Comissão Política Nacional do PS, que tem como principal ponto da ordem de trabalhos a eleição da comissão eleitoral das primárias de 28 de setembro, órgão que será presidido pelo ex-ministro Jorge Coelho.

“Finalmente uma boa decisão”, declarou o presidente da Câmara de Lisboa aos jornalistas, após uma reunião da Comissão Política Nacional do PS, que durou cerca de 45 minutos, e que aprovou sem qualquer voto contra a comissão eleitoral das primárias de 28 de setembro – ato eleitoral que será aberto a simpatizantes.

De acordo com António Costa, a comissão eleitoral das primárias, que será presidida pelo ex-ministro Jorge Coelho, “dá todas as garantias de que o processo decorrerá bem”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Também António José Seguro se mostrou “muito satisfeito” por a Comissão Política ter aprovado apenas com três abstenções a comissão eleitoral das primárias. “O que me parece importante salientar é que nas questões fundamentais houve um grande consenso nesta Comissão Política, na marcação das primárias, na elaboração do regulamento e, sobretudo, na eleição desta comissão eleitoral. Como líder do PS, isso é o que me deixa mais satisfeito”, declarou o líder socialista.

Segundo o secretário-geral do PS, com o processo de eleições primárias a 28 de setembro, o seu partido “está a contribuir para a abertura à participação dos eleitores socialistas na escolha do candidato a primeiro-ministro”. “Desejo agora que o processo suscite o envolvimento, o interesse e a participação das portuguesas e dos portugueses”, acrescentou.

A comissão eleitoral das primárias agora escolhida é presidida pelo ex-ministro Jorge Coelho, integrando ainda o ex-juiz do Tribunal Constitucional Ribeiro Mendes, que integrou a primeira Comissão Nacional de Eleições (CNE) após o 25 de Abril de 1974, e a ex-deputada socialista Maria Carrilho (especialista em questões de Defesa). Os dois nomes também tiveram o aval de Costa.

A comissão eleitoral será o órgão que tutelará o processo de eleições primárias de 28 de setembro, ato eleitoral aberto a simpatizantes e que tem como objetivo a escolha do candidato socialista a primeiro-ministro.