O número de alunos no ensino – desde o pré-escolar ao ensino superior  – caiu do ano letivo de 2011/2012 para o de 2012/2013, refere em comunicado o Ministério da Educação e Ciência. Os dados do relatório “Estatísticas da Educação 2012/2013” foram revelados este terça-feira na página da Direção-Geral de Estatística da Educação e Ciência.

Verifica-se uma redução do número de alunos em todos os níveis de escolaridade com exceção do ensino secundário. Enquanto o ensino secundário aumentou 13.398 alunos de 2011/12 para 2012/13, o ensino em geral diminui em número semelhante (13.379). “Tendo 2012/2013 sido o primeiro ano do alargamento da escolaridade obrigatória [até 12º ano], é possível que esse alargamento tenha contribuído, ainda que em escala reduzida, para esse crescimento [do número de alunos no ensino secundário]”, lê-se no comunicado.

A redução do número de alunos tem a sua maior expressão no ensino básico, com especial incidência no 1º ciclo (do 1º ao 4º ano) – menos 12.794 alunos neste nível de escolaridade. “Esta realidade revela uma tendência demográfica já conhecida de todos, e que justifica uma atuação atenta e ágil dos Governos em termos de gestão do parque escolar nacional, algo que tem vindo a ser feito ao longo dos últimos anos.”

Dos alunos matriculados no ensino secundário em 2012/13, 43% pretendia dupla certificação, ou seja, concluir o 12º ano e obter uma qualificação profissional, tendo-se notado um aumento de inscrições nos cursos profissionais e cursos de aprendizagem em relação à via de ensino regular, que diminui o número de inscritos.