Desde a meia-noite que está online o site de divulgação das eleições primárias do PS para os militantes e simpatizantes que queiram votar no próximo candidato a primeiro-ministro. O site, disponível aqui, foi criado pela empresa Novabase, que ficará a cargo de toda a parte informática do processo.

O site começa por apresentar as funções da Comissão Eleitoral, órgão presidido pelo ex-ministro Jorge Coelho que foi aprovado há uma semana sem votos contra pela Comissão Política Nacional do PS, e os membros que a compõem, além de Jorge Coelho: Armindo Ribeiro Mendes, antigo juiz do Tribunal Constitucional, e Maria Carrilho, deputada na Assembleia da República durante o Governo de António Guterres. “Estamos certos que vamos estar à altura da História de um grande Partido como é o PS e que tudo irá correr bem”, lê-se na mensagem colocada no site.

De seguida, o regulamento. Quem quiser apresentar uma candidatura tem até ao dia 14 de agosto para o fazer. “Cada candidatura deve ser proposta por um número mínimo de 1000 militantes e um número máximo de 1500 militantes, só podendo cada militante ser proponente de uma única candidatura”, diz o artigo 8.º do regulamento. Depois, vêm os debates. Pelo menos três estão assegurados junto dos meios de comunicação social. Até lá, o PS vai realizar dois tempos de antena. Para os simpatizantes, o período de inscrição no recenseamento eleitoral decorre entre os dias 15 de julho e 12 de setembro, e pode ser feito presencialmente ou pela internet, através do formulário disponível no site. Para quem se quiser inscrever, saiba que tem que declarar que concorda “integralmente com a Declaração de Princípios do Partido Socialista aprovada pelo XIII Congresso do PS em novembro de 2002”. A versão resumida da declaração geral (400 palavras) é disponibilizada no site.

Para quem tiver dúvidas e as quiser esclarecer por telefone, a Comissão Eleitoral disponibiliza um contato que “funciona, todos os dias úteis, das 9h30 às 19h00”. Também pode colocar questões por email. A resposta chegará “com o máximo de brevidade possível”.