Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O grupo Goldman Sachs e a Desco passaram a integrar a estrutura acionista do BES, segundo as notas que o banco liderado por Vitor Bento enviou no final desta tarde à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O banco norte-americano detém agora 2,27% do capital social do BES. A transação data de 15 de julho e foi realizada através da compra de cerca de 89,8 milhões de ações, que correspondem a 1,6% do capital social do BES, e de 37,8 milhões de instrumentos financeiros. Após as transações, o grupo Goldman Sachs passou a deter mais de 127,6 milhões de acções do banco.

O banco liderado por Vitor Bento informou a CMVM da notificação que recebeu a 21 de julho, que informa da “posição económica longa correspondente a 152,6 milhões de ações” da Desco, representativas de 2,71% do capital social do BES. A transação ocorreu a 14 de julho.

Esta terça-feira, o BES também informou a CMVM que contratou o Deutsche Bank como conselheiro financeiro especializado da instituição. Com esta contratação, o banco liderdo por Vitor Bento quer avaliar a potencial otimização da estrutura do seu balanço.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR