Pedro Passos Coelho anuncia esta sexta-feira de manhã o nome do próximo comissário português, na equipa que Jean-Claude Juncker está a construir. O nome já está escolhido, mas o primeiro-ministro ainda quer comunicar primeiro a Juncker esta noite antes de anunciar ao país. A comunicação amanhã será feita através de um comunicado.

Isto poderá indiciar que o nome de Maria Luís Albuquerque se tornou menos provável, já que este não precisaria de renovadas conversas. Passos e Juncker negociaram até ao último minuto a hipótese de Portugal ter um cargo de topo na futura estrutura da União Europeia, como noticiou o Observador. Mas o ex-primeiro-ministro do Luxemburgo insistiu no nome de Maria Luís Albuquerque até hoje, insistindo que é ela a sua escolha pessoal.

Passos, porém, nunca deu o ok final ao novo presidente da Comissão, tentando medir até que ponto a saída da ministra das Finanças do Governo poderia ser um passo demasiado arriscado a dois meses da entrega do próximo Orçamento do Estado e a um ano do fim da legislatura.

No Governo, as opiniões dividiram-se quanto à saída da ministra das Finanças e Passos tem sido aconselhado por alguns elementos a não prescindir de Albuquerque neste momento. A esmagadora maioria dos ministros (e elementos do PSD) não sabem quem foi escolhido, dividindo-se até na expectativa sobre se será ou não a ministra e braço-direito de Passos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nos corredores europeus, nos últimos dias, correu outra hipótese, uma que mais facilmente agradaria ao chefe de Governo português: fazer de Maria Luís Albuquerque a próxima presidente do Eurogrupo, o órgão que gere as políticas orçamentais dos países do euro, mas onde têm lugar os ministros das Finanças. Isto quereria dizer que Maria Luís poderia ficar no Governo, ganhando enorme peso político na estrutura europeia. Mas o cargo é desejado também por Espanha — e é de eleição pelos pares, por maioria, num mandato de dois anos e meio. O atual mandato, de resto, só acaba em 2015.

O ministro da Presidência, Luís Marques Guedes, tinha dito esta tarde que o anúncio do novo comissário europeu ainda seria feito durante esta quinta-feira.