A Proteção Civil dos Açores registou, esta quinta-feira de madrugada, cerca de 50 pedidos de ajuda para enfrentar as inundações provocadas por chuva intensa, mas a situação acalmou de manhã, disse à Lusa fonte da entidade.

De acordo com o responsável pela assessoria de imprensa do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, houve algumas inundações em moradias e vias públicas, mas não se registaram feridos ou cortes de via.

Os concelhos de Ponta Delgada, Lagoa e Ribeira Grande foram os mais fustigados pela chuva que caiu sobre a ilha de São Miguel durante a madrugada de esta quinta-feira.

“Agora já não chove. Choveu com grande intensidade entre as 23h05 e as 24h30, entretanto acalmou”, frisou em declarações à Lusa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As ilhas de São Miguel e Santa Maria (grupo oriental) estão sob aviso laranja, o segundo mais grave numa escala de quatro, até às 9h e Corvo e Flores (grupo ocidental) até às 15h, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Por outro lado, as cinco ilhas do grupo central (Pico, Faial, São Jorge, Graciosa e Terceira) ficam sob aviso amarelo (o segundo menos grave) até ao final do dia (23h). O IPMA alerta ainda para previsões de trovadas em todo o arquipélago.