O cantor canónico da música folk norte-americana, Bob Dylan, já com mais de 50 anos de carreira, vai receber o Grammy de personalidade do ano atribuído pela fundação de solidariedade social MusiCares, na 57ª cerimónia dos galardões de música, que vai decorrer a oito de fevereiro, de 2015. Depois de dez prémios Grammy, um deles de carreira em 1992, Bob Dylan soma mais uma estatueta.

Influenciado por Woody Guthrie, Bob Dylan editou o seu álbum de estreia em 1962, feito sobretudo de versões de canções tradicionais. A partir daí editou mais de trinta álbuns, entre os quais “The times they are a-changin’”, “Highway 61 revisited”, “Blonde on Blonde” e os mais recentes “Modern Times” e “Tempest”.

Há pouco mais de um ano, os realizadores irmãos Coen levaram às telas o filme Inside llewyn Davis, que conta a história de um cantor de folk fracassado e que utilizava muitas músicas de Woody Guthrie, e com uma “aparição” de Bob Dylan no final.

Num evento organizado pela fundação MusiCares, instituição responsável para atribuição do prémio Personalidade do Ano, Bob Dylan será homenageado com um concerto tributo, no dia 6 de fevereiro de 2015, que contará com nomes como Neil Young, Jack White, Eddie Vedder, Beck, The Black Keys, Tom Jones e Los Lobos. “Para celebrar os 25 anos da atribuição do prémio Personalidade do Ano, o melhor era homenagear Bob Dylan, cujo trabalho tem contribuído para cultura da América e do resto do mundo”, afirmou Neil Portnow, representante da Academia que atribui os Grammy. A cerimónia oficial dos Grammy acontecerá a 08 de fevereiro em Los Angeles, dois dias depois desta homenagem.

O cantor folk norte-americano também já foi imortalizado em muitos filmes, dos quais destaca-se “I’m not there”, realizado por Todd Haynes.

“O dom da escrita de canções do Bob Dylan não tem comparação, e vai ser uma tarde extraordinária ouvir um concerto de homenagem com um grupo de artistas tão notáveis”, disse Bill Silva, presidente da Fundação MusiCares.