O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, rejeitou este sábado, em declarações à BTV, qualquer parceria com o FC Porto na escolha de Luís Duque para a presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

“As pessoas têm uma memória curta. Recordo-me que numa entrevista que dei este ano disse que o Benfica estaria disponível para criar consensos. Numa altura de bastante emergência, neste caso em relação à liga de clubes, ficou claro que era necessário haver um consenso geral com todos. O Benfica não tem nenhuma parceira nem com A nem com B”, frisou o presidente encarnado.

Luís Filipe Vieira alegou que “há muita gente muito preocupada com o que se está a passar, porque em muitos anos não houve tanto consenso” no futebol português.

“O Benfica está a participar numa solução para o futebol português”, concluiu na sua curta intervenção na BTV.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Na segunda-feira, também o presidente do FC Porto negou qualquer aliança com o Benfica na escolha de Luís Duque.

“Foi um nome que não foi proposto nem pelo FC Porto nem pelo Benfica, mas que aceitámos, porque estava dentro do perfil que idealizámos”, disse Pinto da Costa.

Luís Duque, antigo dirigente do Sporting, foi eleito presidente da LPFP na segunda-feira com o apoio de uma maioria expressiva dos clubes, sucedendo no cargo a Mário Figueiredo.

A eleição dos representantes da lista única para a presidência da Liga fez-se com 46 votos a favor, cinco brancos e dois nulos, tendo comparecido ao ato representantes de 35 emblemas profissionais (só faltou o Atlético).