O tenista suíço Roger Federer venceu hoje o compatriota Stanislas Wawrinka e juntou-se ao sérvio Novak Djokovic na final de domingo dos Campeonatos Finais da ATP, em Londres.

Federer, número dois do mundo, superiorizou-se a Wawrinka, quarto da hierarquia, em três “sets”, por 4-6, 7-5 e 7-6 (8-6), depois de salvar quatro “match-points”, garantindo a 15.ª vitória em 17 frente-a-frente com o compatriota.

Esta será a nona vez que Federer disputará a final do torneio que encerra a temporada, com o suíço a procurar o sétimo troféu no Masters, diante um jogador que bateu 19 vezes em 36 confrontos diretos.

Horas antes, Djokovic, que já sabe que termina a temporada na liderança do “ranking”, tinha garantido a primeira vaga no encontro decisivo depois de vencer o japonês Kei Nishikori, quinto do circuito, em três “sets”, pelos parciais de 6-1, 3-6 e 6-0.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Djokovic procura também em Londres tornar-se no primeiro jogador, depois de Ivan Lendl, campeão entre 1985 e 1987, a ganhar o Masters por três anos consecutivos.