O PCP afirmou hoje que a demissão do ministro da Administração é insuficiente porque “as consequências políticas” do caso dos vistos ‘gold’ “são mais profundas”, defendendo que o Presidente da República deve demitir o Governo e convocar eleições.

Em declarações à Lusa, o líder parlamentar comunista, João Oliveira, considerou que Portugal vive num ambiente de “degradação das instituições políticas”, com “um Governo já sem qualquer credibilidade e sem legitimidade”, o que “exige que o Presidente da República retire consequências políticas deste caso”, demitindo o executivo e convocando eleições.

O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, anunciou hoje que pediu a demissão do Governo, que foi aceite pelo primeiro-ministro.

Numa declaração lida no Ministério da Administração Interna, Miguel Macedo considerou que a sua autoridade enquanto governante ficou diminuída com o envolvimento de pessoas que lhe são próximas nas investigações da Operação Labirinto, que visam alegados casos de corrupção na atribuição de vistos ‘gold’.