Uma mãe australiana foi acusada esta segunda-feira de tentativa de homicídio depois do seu bebé recém-nascido ter sido encontrado numa vala de esgoto em Sydney, onde, segundo a polícia, sobreviveu durante cinco dias.

Ciclistas ouviram o choro vindo de uma conduta com uma profundidade de 2,5 metros quando passavam numa estrada, na manhã de domingo.

Depois de várias pessoas levantarem a tampa de cimento, o bebé – envolvido num cobertor do hospital, ainda com o cordão umbilical – foi encontrado no fundo da conduta de esgoto.

A mulher, de 30 anos, foi acusada de tentativa de homicídio depois de a polícia ter passado várias horas a procurar os registos hospitalares e a baterem de porta em porta. A jovem ficou sob custódia, atendendo ao risco de fuga, uma vez que os familiares vivem em Samoa.

A polícia australiana indicou que o bebé estava desde terça-feira na conduta de esgoto, tendo sido aparentemente empurrado para um pequeno buraco antes de cair para o fundo da vala.

Documentos do tribunal indicam que a mulher admitiu à polícia ter deixado o bebé na vala de esgoto, sabendo que isso poderia levar à sua morte, informou o jornal Sydney Morning Herald.

O bebé permanece no hospital, encontrando-se estável.