A número dois do Governo espanhol explicou hoje que Madrid elevou o nível de alerta terrorista apenas “por prudência”, na sequência do atentado em Paris, considerando que Espanha “é um dos países mais seguros do Mundo”. A vice-presidente do Governo espanhol, Soraya Sáenz de Santamaría, afirmou hoje em entrevista à rádio Cope que o trabalho das forças de segurança em Espanha “é eficaz”, mas ressalvou que “o risco zero não existe”.

Na sequência do atentado de quarta-feira em Paris, no qual doze pessoas morreram na sequência de um ataque ao semanário satírico Charlie Hebdo, Espanha elevou o nível de alerta terrorista de dois para três (se bem que no grau de intensidade baixo).

A subida do nível de alerta para três seguiu-se à ativação urgente de um plano preventivo para proteger infraestruturas que poderiam ser alvo de atentados, como estações de metro, comboios e autocarros, aeroportos, centrais nucleares e infraestruturas elétricas. O plano implica um reforço policial nestes pontos críticos, mas também nas ruas das principais cidades. “Temos umas forças de segurança muito eficazes. Os especialistas é que o dizem: A Espanha é um dos países mais seguros do mundo, ainda que também seja certo de que o risco zero não existe”, disse a governante.

Em Espanha, o nível dois de alerta significa que as forças de segurança detetaram um “risco elevado” de atentado, o nível três implica a ativação de um dispositivo policial e o nível quatro significa que o risco de atentado é “extremo”.

O país estava em nível dois (alta intensidade) desde 09 de setembro, porque as forças de segurança se aperceberam do regresso de combatentes ‘jihadistas’ da Síria e do Iraque. A última vez que Espanha esteve no nível três de alerta foi durante a proclamação do Rei Felipe VI, em junho, se bem que na altura o dispositivo policial esteve em intensidade alta e não baixa como agora.

“Elevou-se o nível de alerta de forma transitória por prudência. A Espanha é um país que sabe como lutar [contra o terrorismo] e que tem uma boa segurança e serviços”, acrescentou Soraya Sáenz de Santamaría.

O Governo e o parlamento espanhóis vão cumprir hoje um minuto de silêncio às 12:00, 11:00 em Lisboa, em sinal de apoio a França pelo ataque terrorista. Como o líder do Governo, Mariano Rajoy, está em visita a Andorra, será a vice-presidente Soraya Sáenz de Santamaría a encabeçar a homenagem no Palácio da Moncloa, sede do Governo. No Parlamento, foi o presidente do Congresso dos Deputados, Jesus Posada, a convocar o minuto de silêncio, ao qual se juntam elementos de todos os grupos parlamentares.