Chris O’Leary viveu um momento insólito esta semana quando ao embarcar num avião percebeu que era o único passageiro a bordo. A Chris acabou por se juntar, minutos depois, um outro viajante, e os dois voaram sozinhos de Cleveland para Nova Iorque, num aparelho da Delta Airlines. O norte-americano registou o momento com fotografias, que publicou na conta do Twitter.

“Este foi definitivamente o voo mais memorável onde embarquei. Não houve bebés a gritar, ninguém a ouvir músicas alto ou a inclinar os assentos ou a tirar os sapatos”, contou O’Leary.

O voo da Dela Airlines, do passado dia 12 de janeiro, chegou a atrasar quase seis horas por causa do mau tempo e todos os outros passageiros foram transferidos para outros voos. Chris acabou por não se importar de não ter embarcado antes. Assim teve um atendimento personalizado e pôde escolher à vontade o lugar. O outro passageiro, contou Chris, sentou-se num lugar mais afastado e dormiu o tempo todo, pelo que não falaram durante o voo.

O avião em que Chris embarcou tem capacidade para 76 pessoas, mas não se sabe ao certo quantos passageiros era suposto terem embarcado. Muitas vezes os voos com poucos passageiros acabam por levantar voo, explica a ABC News, porque o avião tem de estar na cidade de destino para efetuar um voo mais tarde.