Seis canadianos, incluindo John Maguire que tinha apelado a retaliações contra o Canadá numa mensagem de vídeo, foram mortos em combate na Síria ao lado de membros do grupo Estado Islâmico (EI), informou na quarta-feira a imprensa local.

Antigo aluno da Universidade de Otava, John Maguire, que adotou o nome de “Abu Anwar al-Canadi”, tinha-se juntado aos combatentes do EI há cerca de um ano. O jornal National Post informou que o jovem de 23 anos foi morto perto da localidade síria curda de Kobane.

Outros três canadianos de uma família de origem somali foram mortos há alguns meses enquanto combatiam para o EI, segundo informação divulgada pela televisão pública CBC. Ahmed Hirsi, pai de um jovem de 20 anos, disse ao canal de televisão que o seu filho Mahad e dois primos, Hamsa e Hersi Kariye, foram mortos na Síria. O National Post informa ainda que dois irmãos de Calgary também perderam a vida nos últimos dois meses.

Segundo Ahmed Hirsi, os seus filhos e dois sobrinhos deixaram Edmonton sem lhe dizerem nada em outubro de 2013, e foi uma filha que o informou da morte dos quatro rapazes no outono.