Crise, dinheiro, dívida, pedido de resgate, empréstimos e mais dinheiro. Nos últimos anos, fosse com maior ou menor frequência, as notícias ou conversas que tocassem na Grécia tinham estas coisas à mistura — problemas. Ou pelo menos coisas menos positivas para o país. Coisas que se foram juntando para, este domingo, culminarem nas eleições legislativas que vão pedir aos gregos para decidirem quem, por eles, passará a tomar as decisões importantes no país. Mas nem tudo é mau. Nem nunca foi.

O Observador reuniu numa fotogaleria alguns números, dados, locais, evidências ou marcos históricos que, de uma maneira ou de outra, a Grécia e os gregos deram e continuam a dar ao mundo.

Há o Partenon que está sentado no topo de Atenas, na Acrópole da capital grega, prova de um tempo construído em honra da deusa Atena. A expressão “pegar o touro pelos cornos”, frase que hoje viaja e mora entre diversas línguas, mas que nasceu do mito de Hércules e de um dos 12 trabalhos que o herói grego teve de cumprir, depois de matar a mulher e os seis filhos. Ou os 17 locais que o país tem registados como Património Mundial da UNESCO.