O ministro dos Negócios Estrangeiros português observou hoje que se nota “um desejo enorme de reforma” no Irão, país onde se encontra em visita oficial, a primeira de Portugal desde a instauração da república islâmica.

“Nos contactos que tenho tido, nota-se claramente um desejo enorme de reforma e uma esperança de que essa reforma seja possível e que o isolamento do Irão possa terminar”, disse Rui Machete aos jornalistas que acompanham a visita oficial, junto à ponte sobre o rio Zayandeh Rood, que banha a cidade de Isfahan, no Centro do Irão.

“Se isso vai acontecer ou não, depende de diversos fatores”, admitiu, reconhecendo que “é difícil ter uma previsão exata”.

Mas, afiançou, “é patente ” o “esforço muito grande” dos iranianos “para que o país se possa desenvolver e sobretudo libertar-se do isolamento”, imposto com a questão nuclear.

Rui Machete recordou que o Irão pediu “ajuda” a todos os chefes da diplomacia da União Europeia para resolver o dossiê do nuclear.

Ao mesmo tempo, o Irão “já começou, de algum modo, a desempenhar um papel crucial” na luta contra o autoproclamado Estado Islâmico, assunto no “radar” europeu e português, assinalou o ministro.

Realçando tratar-se de “uma situação muito complexa”, Rui Machete frisou que a influência do Estado Islâmico no Médio Oriente, onde pretende instaurar um califado, exige “clarificação” dos países da região.

A postura do Irão na arena internacional poderá contribuir para alterar o regime de sanções em vigor contra a república islâmica, embora estas estejam “diretamente dependentes do acordo em matéria nuclear”, sublinhou.

Como membro do Conselho de Direitos Humanos, Portugal vai manter-se informado sobre a situação no Irão, assegurou Rui Machete, dando como bom exemplo a proposta do Presidente iraniano, Hassan Rohani, para uma carta dos direitos dos cidadãos.

“Teoricamente”, dado que o texto concreto ainda não é conhecido, a carta pode vir a representar “um passo em frente na igualdade entre os sexos”, no sentido de “aproximar o estatuto das mulheres iranianas do estatuto dos homens”, elogiou Rui Machete.

O chefe da diplomacia está em visita oficial ao Irão, a primeira de Portugal desde a instauração da república islâmica. O dia de hoje foi passado em Isfahan, Rui Machete segue esta noite para Teerão, onde, na segunda-feira, vai encontrar-se com o Presidente Rohani.