Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Sempre que um restaurante lisboeta diz ter um, dois ou três garfos, não significa que esteja a dissertar sobre o respetivo faqueiro mas antes que foi distinguido pelo Lisboa à Prova, o concurso gastronómico promovido anualmente pela Câmara Municipal de Lisboa, Turismo de Lisboa e AHRESP, a Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal. A escala é fácil de perceber: um garfo identifica os bons restaurantes, dois os muito bons e três os de exceção.

Felizmente, a coisa nunca se fica apenas pela nomeação. Assim, tal como em anos anteriores, alguns dos restaurantes distinguidos vão agora mostrar daquilo que são feitos — em pequenas doses — dia 1 e 2 de maio na Sala do Risco, no Pátio da Galé, entre as 18h30 e as 23h30. O evento é aberto ao público e o preço de entrada são 5€, que incluem uma degustação e uma bebida (cerveja ou vinho). Quem quiser explorar todas as bancas presentes (são 14 restaurantes no total) nem tem de gastar tanto como noutros eventos do género: cada pequena degustação vale 2,5€.

E quem vai estar presente? É uma boa questão, tome nota ou veja em baixo se preferir: A TravessaA Travessa do Fado; Enoteca de Belém; In Bocca al Lupo; O Nobre – Spazio Buondi; Os Tibetanos; Picanha; Rio Luanda; Sushi Café Avenida; Sushi Café Amoreiras; Tapa Bucho; Uai!; Viva Lisboa; Zambeze Restaurante. Boas garfadas.

12 fotos

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR