O icónico realizador Woody Allen afirmou numa entrevista à revista Deadline que se arrependia de ter assinado contrato com a Amazon para realizar a nova série de televisão, ainda sem título, nem elenco ou data de lançamento conhecidos. As declarações aconteceram na sequência de uma conversa sobre o 68º Festival de Cinema de Cannes, que está a ter lugar de 13 a 24 de Maio e onde Woody Allen vai apresentar o filme “Homem Irracional”.

Woody Allen mostrou-se mais uma vez avesso às novas tecnologias. Depois de ter afirmado que “nem um computador tinha”, disse que “não sabia sequer o que era um serviço de streaming” e que “lamentava a cada segundo” a decisão de ter concordado produzir a série televisiva para a Amazon.

“Tem sido tão dificil para mim”, contou Woody Allen. “Eu tive uma confiança arrogante, ‘bem, vou fazer [a série] como faço um filme. … Vai ser um filme em seis partes.’ Acontece que não é.”

O realizador revelou também que “nunca via televisão” e que a Amazon esteve a tentar convencê-lo a aceitar o projeto durante um ano e meio.

“Finalmente eles disseram ‘olha, nós fazemos qualquer coisa que queiras; dá-nos apenas seis horas e meia’ “, contou o veterano realizador. ” ‘Podem ser a preto e branco, podem ser em Paris, em Nova Iorque e na Califórnia, podem ser sobre uma família, podem ser comédia, podes ser uma das personagens, podem ser trágicas. Nós não temos de saber nada, só têm de vir em seis horas e meia'”, afirmou.

O serviço de streaming ofereceu-lhe uma quantia elevada pela realização da série, conta a CNN. Woody Allen acabou por aceitar a proposta.

“Só espero que quando finalmente terminar – tenho até ao final de 2016 – eles não fiquem despedaçados de desilusão, porque são boas pessoas, e eu não os quero desiludir”, afirmou o realizador.