O Índice de Preços no Consumidor (IPC) na China, um dos principais indicadores da inflação, caiu para 1,2% em maio, anunciou hoje o Gabinete Nacional de Estatísticas.

O valor traduz uma ligeira descida relativamente à taxa de 1,5% referente a abril.

Para o conjunto de 2015, Pequim propõe-se a “manter a inflação em torno dos 3%”, ou seja, um ponto percentual acima do valor apurado em 2014.

A China é a segunda maior economia mundial a seguir aos Estados Unidos da América.