Pelo menos 97 pessoas morreram num ataque perpetrado por presumíveis membros do grupo islamista radical Boko Haram na aldeia de Kukawa, próximo do lago Chade, no nordeste da Nigéria, relataram hoje testemunhas.

Por volta das 18:30 (locais e de Lisboa) de quarta-feira, “os terroristas atacaram primeiro fiéis muçulmanos que rezavam em várias mesquitas”, indicou Babami Alhaji Kolo.

“A seguir, dirigiram-se para as casas, onde dispararam sobre as mulheres. Posso assegurar-vos que os atacantes mataram pelo menos 97 pessoas”, prosseguiu.

Outra testemunha, Kwantami Amodu, um pescador da aldeia, disse ter também ele contado 97 cadáveres.