Se na próxima semana abrir um novo episódio do grupo brasileiro Porta dos Fundos e lhe aparecer no ecrã o português César Mourão, não é engano. O ator e humorista foi convidado por Fábio Porchat e companhia para uma perninha do outro lado do Atlântico. O episódio passa na próxima semana.

Chama-se “O Tradutor” e é precisamente a profissão que César Mourão interpreta no sketch. A contracenar consigo teve Gregório Duvivier e João Vicente, duas das caras principais do supergrupo de humoristas, e também uma atriz brasileira, convidada.

A história é simples, mas a confusão sente-se a léguas. “Eles têm alguém da Argentina que será presidente da nova empresa deles e eu fui contratado para traduzir do espanhol para o português”, contou César Mourão ao Observador. “Mas eles ainda percebem menos o que eu digo porque tenho sotaque de Trás-os-Montes”, acrescentou.

césar mourão porta dos fundos

©Foto cedida ao Observador

César Mourão já tinha conhecido os membros do Porta dos Fundos quando estes organizaram um festival em Lisboa, no ano passado. “Trocámos contactos, eles foram vendo coisas minhas na Internet, como eu vejo as deles, e continuamos a encontrar-nos. Até que eu fui improvisar a São Paulo e, quando eles souberam que eu lá estava, perguntaram-me se eu queria fazer um sketch com eles”.

Não hesitou e em junho gravaram o episódio. Fã do grupo – “O homem que não sabia mentir” e “Ceia” estão entre os sketchs favoritos – César Mourão vê aqui uma oportunidade de abertura ao “gigante” mercado brasileiro, que continua a exportar muito mais cultura e entretenimento para Portugal do que Portugal exporta para o Brasil.

“Isso tem a ver com o facto de nós acompanharmos coisas brasileiras há muitos anos, conhecemos o sotaque, é complicado, mas é uma questão de hábito”, disse, sublinhando que esta relação desigual “não tem a ver com o nosso humor ser pior ou melhor que o deles”.

O episódio vai para o ar na semana de 12 de julho, sem data definida. O melhor é ir passando pelo canal do Porta dos Fundos no YouTube e aguardar pelo “Tradutor”.