Os chefes de Estado do Mercosul reúnem-se hoje em Brasília para a 48.ª cimeira da organização, que tem na agenda a situação social e política na Venezuela.

Nesta cimeira, o Brasil vai passar a Presidência rotativa do grupo para o Paraguai.

Outros pontos da agenda da cimeira de chefes de Estado da organização, em que participarão ainda representantes da Argentina, Uruguai e Venezuela, são a construção de um acordo comercial com a União Europeia e a adesão da Bolívia.

O Presidente boliviano, Evo Morales, pode ser um obstáculo para o acordo entre os blocos económicos europeu e sul-americano.

O avanço do acordo tem sido defendido pelo Brasil, mas existem divergências nas áreas industrial e agrícola além da resistência de outros membros do MERCOSUL.

Além dos membros plenos do MERCOSUL, também participam na cimeira os Estados Associados Chile, Peru, Equador, Bolívia, Colômbia, Suriname e Guiana.