Uma ação de fiscalização levada a cabo na semana passada pela Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) na sequência do evento Street Food, em Portimão, resultou na apreensão de mais de sete toneladas de comida, na sua maioria kebabs. Um processo-crime já foi instaurado.

A fiscalização, realizada na sequência de várias intoxicações alimentares ocorridas durante o evento, teve como objetivo “apurar a origem e as condições de funcionamento dos respetivos fornecedores” de comida, refere um comunicado emitido esta quarta-feira pela ASAE. Como resultado, foram apreendidas 7,5 toneladas de comida em dois armazenistas, nos concelhos do Montijo e Loulé.

Para além dos alimentos, foram ainda apreendidos outros bens, num valor superior a 27 mil euros. A atividade do armazém do Montijo foi ainda suspensa por falta de requisitos de higiene.

A ASAE irá avançar com as “diligências consideradas necessárias para o apuramento da situação”, de modo a “salvaguardar a saúde e segurança dos consumidores”, numa altura em que o consumo de street food é bastante elevado, “por se tratar de um produto muito popular nos festivais de verão e festas tradicionais”.