A organização das comemorações dos 600 anos da tomada de Ceuta pelos portugueses – uma operação militar a 21 de agosto de 1415 que envolveu mais de duas centenas de navios de guerra e cerca de 30 mil homens de armas – tem procurado não associar a efeméride ao caráter bélico da operação, comandada pessoalmente pelo Rei D. João I. Tanto Espanha como Portugal têm evitado a palavra “conquista” ou “tomada”, preferindo expressões como “chegada do Reino de Portugal a Ceuta” ou apenas “efeméride” e “1415”.

O NTM Creoula, que segundo o Cônsul-geral de Portugal em Sevilha – que tem a jurisdição sobre Ceuta – estará em Ceuta de 07 a 09 de setembro, chegará à cidade não com uma guarnição de militares, mas sim com 55 jovens civis em formação de mar, no âmbito da Universidade Itinerante do Mar – uma colaboração da Escola Naval e das Universidades do Porto e de Oviedo (Astúrias, Espanha). Por outro lado, o NTM Creoula – ao contrário do veleiro NRP (Navio da República Portuguesa) Sagres, que dá instrução a cadetes da Escola Naval, não costuma usar as Cruzes de Cristo vermelhas nas suas velas.

Sobre a participação portuguesa nas festividades, o cônsul Jorge Monteiro explicou que se privilegiou estender as iniciativas ao longo do ano e não nas datas concretas da tomada da cidade.

A Universidade do Porto já inaugurou em junho uma exposição chamada “Ceuta Ontem, Ceuta Hoje”, que estará patente na cidade enclave espanhola a partir de 2016. Já Lisboa está a preparar uma exposição com elementos 3D sobre a forma como a capital portuguesa se transformou após o início da expansão portuguesa em África, que começou precisamente com a conquista de Ceuta.

A exposição lisboeta – prevista para final do ano – irá posteriormente para Ceuta, acrescentou o cônsul.

No dia grande da passagem do veleiro Creoula por Ceuta, a 08 de setembro, a seleção de portuguesa de futebol sub-19 defronta naquela cidade a sua congénere espanhola, num jogo particular. Será o primeiro encontro da formação espanhola depois de se ter sagrado campeã da Europa da categoria, a 19 de julho, ao derrotar a Rússia na final por 2-0. O jogo está marcado para as 18h30 (mais uma hora em Espanha) no estádio Alfonso Murube, no qual as duas seleções sub-19 se defrontaram em 2008, então com vitória para os espanhóis por 3-1.

Em meados de julho, no âmbito das comemorações, Ceuta acolheu o Festival Sete Sóis Sete Luas, de gastronomia e música portuguesa.