O empreendedorismo está a dar cartas em Portugal. Quem o diz é a revista Forbes, que carateriza o país como “famoso pelos descobrimentos marítimos, pela riqueza Histórica e cultural e, agora, pelo seu investimento no empreendedorismo”.  Para a Forbes, o segredo do sucesso português, em relação aos restantes países europeus, é o apoio do governo.

A sociedade de capital de risco Portugal Ventures é destacada pelo seu contínuo investimento em empresas inovadoras com base científica e tecnológica e em projetos no setor do turismo e da expansão internacional. Após vários anos, o sucesso das startups em Portugal é evidente e este ano o PIB português já aumentou 1,6%. É a era dos “novos descobrimentos portugueses”.

Portugal Ventures

O artigo da Forbes elogia o trabalho da Sociedade de Capital de Risco, Portugal Ventures

AS ESCOLHAS DA FORBES:

6 fotos

TalkDest:  Nasceu em 2011 e permite que uma empresa crie o seu próprio ‘call center’ numa questão de minutos. Tem clientes nos cinco continentes, em mais de 50 países.

Feedzai: É a startup de Coimbra que se especializa em soluções antifraude. Atualmente, emprega cerca de 60 pessoas.

Veniam: Transforma veículos em hotspots (pontos de acesso). Trata-se de  “WiFi em movimento” e aproveita a conetividade entre veículos, objetos móveis e utilizadores finais para ampliar a cobertura de rede WiFi.

PharmAssistant: É descrita como o futuro do sistema de saúde e assegura que os doentes tomem o medicamento certo, à hora certa. Oferece um recipiente “inteligente” para medicamentos com um alarme, sonoro e visual, que é ativado na hora de tomar a medicação.

Cuckuu: Uma mistura de alarmes, lembretes e “genialidade” numa só app. Utiliza a motivação social para incentivar os utilizadores a passarem mais tempo juntos, em comunidade.

Unbabel: Um serviço de tradução que combina a inteligência humana e artificial para produzir traduções rápidas e com qualidade.