Numa altura em que a Alemanha espera receber 800 mil refugiados só este ano, o país inteiro está a mobilizar-se para receber todas as pessoas que entrarem no país. Desde o exército, aos clubes de futebol e passando pela população em geral, não existem entraves ao acolhimento às centenas de milhares de migrantes.

Em Berlim, está a ser construído um mar de tendas brancas com o objetivo de acolher temporariamente 700 pessoas. Também em plena capital alemã, uma série de contentores sofreram um make-up e foram transformados em casas com capacidade para albergar, no total, 2.000 refugiados.

Noutros pontos do país, os centros militares e os lares com capacidade para isso abriram as portas para receberem os migrantes.

Também a população alemã no geral não se tem poupado a esforços. São já muitas as pessoas que abriram as suas casas e que se disponibilizaram para oferecer roupa e comida. As autoridades policiais de Munique referiram mesmo que estavam impressionadas com as doações dos residentes. Isto numa altura em que mais de 2.000 migrantes chegaram à capital da Baviera.

Mas esta onda de solidariedade não se fica por aqui. O Bayern de Munique vai doar quase 1 milhão de euros para projetos de imigração e colocou o seu centro de treinos à disposição para dar aulas de alemão, alimentação e equipamentos às crianças e adolescentes. Para além disto, no próximo jogo em casa, cada jogador da equipa alemã vai entrar em campo de mãos dadas com uma criança alemã e com uma criança imigrante.