Laith Majid  já chegou em segurança a Berlim, na Alemanha. Assim escrito, o seu nome pode não ser muito conhecido. Mas se associarmos o nome à foto, talvez muitos se lembrem. Laith é aquele refugiado sírio fotografado em Kos, no mar da Grécia, a chorar com uma filha ao colo, e agarrado ao resto da família, mal pisou terra firme.

Essa imagem, que se tornou também viral e icónica da crise dos refugiados, deu lugar a uma outra. Aquela em Laith surge a sorrir com a família já em solo alemão.

A fotografia tirada pelo fotógrafo freelancer Daniel Etter, foi partilhada por milhares de pessoas nas redes sociais, o que ajudou a relançar a discussão acerca da crise dos refugiados que a Europa atravessa.

A foto em causa precedeu a de Aylan, a da criança síria encontrado já morto numa praia da Turquia, o que levou o fotógrafo a reforçar no Twitter, que a questão migratória precede essa imagem e é um problema grave por toda a bacia do Mediterrâneo, em especial na costa da Líbia.

Laith Majid e a família chegaram a Kos, ao largo da Grécia,  na madrugada de 16 de agosto depois de terem viajado com oito outras pessoas, num bote salva-vidas com lugar para apenas três.